Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #481 - 11/06/2018

Os depoimentos mal aproveitados no JMP

Escolhas equivocadas dão lugar a materiais pouco atraentes no veículo

Gabriela Medrano
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Ao acessar o Jornal Matéria Prima pressupõem-se que o leitor queira, na maioria dos casos, deparar-se com conteúdos ricos e bem elaborados.  Parte da equipe do jornal online ainda está concluindo a graduação, e por isso algumas instruções são dadas antes que os materiais sejam autorizados para a publicação. Mesmo assim, isso não exclui a possibilidade de que conteúdos pouco relevantes tenham passado batido.

Há casos nos quais a própria entrevista é a pauta. Isso ocorre quando o entrevistado é célebre ou o assunto por ele tratado é relevante, quando as ideias do entrevistado são inusitadas ou também quando ele está envolvido em um assunto de destaque, como no ensina Ana Estela no livro Jornalismo Diário.

modus operandi pode levar à produção de dois tipos

Diferentemente de outros conteúdos, a entrevista pingue-pongue, por ser publicada na íntegra, poderia parecer exigir um pouco menos de esforço em alguns aspectos de edição. No entanto, é exatamente o contrário. No caso do material analisado, os textos estão estruturalmente corretos, porém é possível observar certo descaso na elaboração de algumas perguntas e respostas extremamente longas.

Na entrevista sobre a Vigilância Sanitária da edição 479ª do JMP, a pergunta sobre o percentual de empresas que foram visitadas pela fiscalização da Visa, dá a impressão de que a pesquisa anterior à publicação do conteúdo foi feita de maneira institucional – ou que nem tenha sido feita. Afinal, esse tipo de questionamento deveria fazer parte do processo de pré-entrevista.

Além da sensação de pouco empenho na elaboração das perguntas, o conteúdo ficou maçante. Em vez de abordar esse assunto em uma entrevista pingue-pongue, renderia muito mais se fosse uma reportagem ou um artigo de opinião.

O mesmo padrão é perceptível na entrevista sobre seguros feita pela equipe do jornal na edição 480ª. Há mil e uma pessoas que podem falar sobre esse assunto. Afinal, qual é o destaque do personagem para ter sido entrevistado? E isso não quer dizer que o assunto e o profissional sejam irrelevantes, apenas demonstra que a abordagem foi equivocada. Teria sido muito mais interessante se a entrevista tivesse tomado outro rumo, como, por exemplo, a crise imobiliária no mundo.

O modus operandi pode levar à produção de dois tipos de conteúdo. Ou uma entrevista construtiva, merecedora de destaque, ou a apenas uns trechos “mais do mesmo” registrados para toda a eternidade no veículo online.

(Montagem sobre imagens/Marcello Endo)

(Montagem sobre imagens/Marcello Endo)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

31.659 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Sem pátria nem bandeira, súdita da intensidade

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

junho 2018
S T Q Q S S D
« mai   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

galeria de fotos

Mario Quintana Mark Twain Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.