Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Economia | Edição #482 - 18/06/2018

O excesso que pode nos levar à falta

Tantas tecnologias a favor da evolução, não puderam prever um retrocesso

Mariana Belleze
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

O texto “A internet virá abaixo e viveremos ondas de pânico”, do jornalista Toni García, publicado no site do jornal El País, apresenta o pensamento do filósofo Dan Dennett, que discute a dependência dos seres humanos em relação à tecnologia. Além dessa dependência, Dennett mostra o possível caos que a tecnologia causará na vida humana e aos mercados adeptos a mão de obra robótica, sofrendo possíveis consequências com a quebra da tecnologia.

A humanidade tem feito seus aliados se tornarem possíveis inimigos

O desemprego vem caracterizado pela mecanização da mão de obra. De acordo com o site do jornal Folha de S. Paulo, no Brasil, são instalados em média 1,5 mil robôs por ano. Com o desenvolvimento tecnológico cada vez mais rápido, a relação dos humanos com os aparelhos eletrônicos se tornou abusiva. A situação ideal seria: uma indústria composta por ambas mãos de obras, tanto robótica, como humana, possibilitando um certo conforto e segurança, tanto para o empresário, como para aqueles que estão à procura de emprego.

Devido a troca de mão de obra, trabalhadores preferem se submeter a mão de obra precária e barata para conseguir se sustentar. Porém, esses trabalhadores levam um “pouco de sorte”, pois a situação do Brasil, de acordo com o IBGE é de 13,7 milhões desempregados, um aumento de 1,3% do último trimestre (registrado com 11,8% de desempregados)

Irônico seria pensar que, a humanidade poderia voltar ao “zero” pelo excesso, que apesar de tantas tecnologias a favor da evolução, não puderam prever um retrocesso absurdamente significante. Um pensamento tão contraditório, porém, verdadeiro. A humanidade tem feito seus aliados se tornarem possíveis inimigos.

Com o estudo, a relação humana versus máquina é importante e decisiva para a evolução do mundo e que a tecnologia/internet não seja a última esperança do homem, como questiona Dan Dennet: “Certeza de que queremos que eles sejam nossa última esperança? ”. A solução está no equilíbrio da utilização da mão de obra humana com a robótica, pois quem está por trás da operação de uma máquina são os humanos, seres pensantes e racionais, utilizando das tecnologias somente para auxiliar nas tarefas que devem ser executadas.

(Imagem/Pixabay) União das mãos de obra

(Imagem/Pixabay)
União das mãos de obra

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.442 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Uma pessoa extrovertida buscando as histórias do mundo

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

junho 2018
S T Q Q S S D
« mai   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

galeria de fotos

Mario Quintana Mark Twain George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.