Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #483 - 28/06/2018

Fechou-se um ciclo; valeu enquanto durou

Escrever para JMP deixou vários toques; de saudades e de boas amizades

Emanoel Almeida
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

 

No jornalismo, aprender para fazer e fazer para aprender Imagem / Gabriela Medrano

No jornalismo, aprender para fazer e fazer para aprender
Imagem / Gabriela Medrano

É, olha eu aqui outra vez. Agora com uma missão difícil pois, estou sem inspiração. Mas, pera aí, vou pegar o vinil do rei de 1974. Tá velhinho, mas ele vai ajudar. E, ao som dos chiados produzidos pela agulha da vitrola e da música Despedida de Roberto Carlos, … já está chegando a hora de ir, venho aqui me despedir e dizer…

Uma das mais gratas experiências da minha vida foi escrever para o Jornal Matéria Prima. Bom, verdade seja dita, meus primeiros textos foram um desastre. Apesar da minha empolgação, logo percebi que o caminho não seria tão fácil assim. Mas, aos poucos, bem aos poucos mesmo, aula após aula, erro após erro, e, ali e acolá um acerto, fui aprendendo que escrever é uma consequência para quem lê.

O texto para essa disciplina, realmente, precisa ser diferenciado. Ter uma linguagem própria, pautada por princípios e valores que visam levar ao leitor a informação, a mensagem de forma simples, mas sem abrir mão das normas gramaticais e das normas de redação. Sim! Deu trabalho entender, mas, ainda que seja árduo o caminho, é necessário percorrê-lo para aprender e evoluir.

A “brincadeira” é na verdade um aprendizado e uma lembrança para o resto da vida

Ah! Meu caro leitor, escrever para o JMP também tem coisas… Ham! Ham! Pera aê, deixa eu corrigir isso aqui… digo, também tem assuntos pitorescos. Posso citar alguns. Por exemplo, a palavra “coisa”, em jornalismo, não é bem-vinda. “Coisa”, “é * * de cachorro”. Aliás, o canino é cotado no jeito lúdico de ensino jornalístico de nossa querida professora ao parafrasear outros jornalistas para definir notícia: “Se um cachorro morde um homem, não é notícia; mas, se um homem morde um cachorro, aí sim, é notícia. ”

Porém, ainda que pareça uma “brincadeira”, é na verdade um aprendizado e uma lembrança para o resto de nossas vidas. E, graças a nossa mestra, hoje o papel, a tela, ficaram pequenos para externar a alegria, o encantamento, a gratidão, a oportunidade de aprender com quem sabe ensinar.

Eita! Tô vendo que faltam poucas linhas e a norma é clara: 35 linhas é o limite. Mesmo correndo o risco de ser editado, vamos lá. Quero deixar uma frase, inspirada no pai da dialética, Heráclito de Éfeso, que define melhor todo sentimento contido neste texto: Comparo a experiência de escrever para o JMP com a de um homem que mergulhou no rio. Após mergulhar e sair do rio, nem o homem e nem o rio serão os mesmos.

 

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

31.917 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Autêntico, curioso, criativo e apreciador de boas histórias.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

junho 2018
S T Q Q S S D
« mai   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

galeria de fotos

George Carlin Mario Quintana Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.