Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cultura | Edição #479 - 21/05/2018

O mundo é bem mais que menino ou menina

Recentemente pautado nas mídias, o gênero não-binário ainda causa confusão

Gabriel Trevisan
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
O mundo é bem mais que menino ou menina (imagem/ reprodução instagram @theusinha)

(Imagem/Reprodução Instagram @theusinha)

O assassinato da jovem Matheus Passareli, também conhecida como Matheusa, maneira que gostava de ser identificada, de 21 anos no Morro do 18, favela do Rio de Janeiro, traz mais uma vez luz a questão de identidade de gênero.

Para entender o tema é necessário conhecer alguns conceitos básicos. A ideia de identidade de gênero refere-se a como a pessoa se reconhece: mulher, homem ou nenhum deles. Para algumas pessoas essa identidade corresponde ao sexo biológico: são os cisgênero. Já a orientação sexual se refere à sexualidade da pessoa e a quem ela sente atração afetivo-sexual. A orientação sexual não é necessariamente relacionada com o gênero. Uma pessoa trans pode sim, ser heterossexual, homossexual ou bissexual.

A discussão sobre identidade de gênero vem tomando força há mais ou menos três décadas no Brasíl. Um exemplo desse afloramento do tema é a da extinta revista Manchete. Em uma bela reportagem a revista estampou a modelo Roberta Close com os dizeres “ a mulher mais bonita do Brasil na verdade é um homem”, quebrando tabus desde os anos 80.

Não precisava ser homem ou mulher, era simplesmente um ser humano

Mesmo que a luta tenha aproximadamente três décadas, o tema ainda é abordado sob uma perspectiva, infeliz, de polêmica e estranheza. Isso pode ser comprovado em uma pesquisa publicada no ano passado pelo jornal Gazeta do Povo, onde revela que 87% dos brasileiros são contra o ensino da ideologia de gênero em salas de aula.

Essa forte repulsa contra a ideia de ensinar ideologia de gênero nas escolas, reflete no retrato de total desinformação da sociedade tradicional-cristã- brasileira de Taubaté a respeito do que é identidade de gênero.

Matheusa Passarelli, se reconhecia como gênero não-binário. Não precisava ser frio ou quente, rápido ou devagar, seco ou molhado, homem ou mulher, era simplesmente um ser humano, Matheusa. É exatamente disso que se trata o gênero não-binário, aqueles que independentemente do sexo biológico não se consideram homem ou mulher.

Se você acha que não se deve discutir identidade de gênero nas escolas, veja alguns comentários na editoria do Fantástico no G1 que exibia uma matéria sobre o assassinato de Matheusa. Em pergunta de um leitor “Se a pessoa não se considera homem ou mulher. Ela (a pessoa) é o que então? ” As respostas por outros leitores foram: O diabo!; retardado! (três leitores diferentes); Extraterrestre; Meu ovo!; Um bicho. A ignorância é uma doença que devasta qualquer sociedade. A educação é o remédio.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Navegante num rio de palavras, que não param de fluir de uma mente em busca do mar.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

maio 2018
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

galeria de fotos

Chico Buarque Mario Quintana Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.