Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #478 - 14/05/2018

Entrevistas do JMP não passam de um quiz

Perguntas remontadas são um exercício profissional trabalhoso e ingrato

Láiza Maciel
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
O condutor da entrevista deve estar preparado e informado ( Pixabay / Domínio Público )

O condutor da entrevista deve estar preparado e informado ( Pixabay / Domínio Público )

Há quem interprete a entrevista como um simples ato de perguntas e respostas. Nesse caso, o gênero jornalístico entrevista pingue-pongue no Jornal Matéria Prima nada mais é do que um simples vai e vem maçante.

Para quem não recebeu os pressupostos teóricos necessários para generalização do tema, a interpretação pode, sim, ser considerada válida. Porém, dentro de uma Redação, o profissional de comunicação não pode ser medíocre a ponto de acreditar que o ato de entrevistar seja apenas o ato de fazer perguntas.

Segundo o antropólogo, filósofo e sociólogo francês Edgar Morin, a entrevista como comunicação pessoal tem como objetivo a informação, sendo considerada uma das fontes de pesquisa do jornalismo. Mas se não for bem conduzida redundará ao fracasso. Já para o redator-chefe da revista Veja, Fábio Altman, “perguntas frouxas e equivocadas pressupõem respostas do mesmo teor”.

Perguntas frouxas e equivocadas pressupõem respostas do mesmo teor

Na edição 474ª do JMP, de quatro entrevistas, apenas uma, “Nosso trabalho é de colaboração, nunca é de denuncismo” tinha qualidade jornalística, autenticidade, roteiro e domínio das estratégias. As outras três apresentavam a mesma falha: pecaram na escolha do entrevistado, as perguntas foram rasas e apresentaram falta de pesquisa sobre o tema.

Na entrevista “As pessoas não me interpretam apenas nas redes sociais”, a escolha da entrevistada levou o texto ao insucesso. Todas as respostas foram previstas. A falta de informação nova e interessante para o leitor faz do texto uma propaganda para elevar o número de seguidores da influenciadora digital.

Já na entrevista “Acredito que a internet tem um poder imenso na moda”, foi feito apenas mais do mesmo. Faltou interesse profissional. Perguntas instigantes resultam respostas autênticas. Tanto o título como a declaração do texto janela estão fracos, isso acontece porque não houve planejamento e muito menos aprofundamento. O mediador não conseguiu “arrancar” nada de novo do entrevistado.

Outro caso está na entrevista “Estamos caminhando para que o Intregraê se torne um portal”. Fora os erros já citados, o texto apresentou erro na diagramação. As perguntas não foram destacadas em negrito, o que causou dificuldade na leitura para separar pergunta de resposta. Além disso, as informações estão dispostas de forma confusa, a introdução não foi suficiente para situar o leitor, causando incômodo.

Infelizmente as exigências básicas para se tornar um bom profissional de comunicação não vêm sendo cumpridas. Em ambos os casos, o “tempo” não pode ser o culpado, as edições do JMP costumam trabalhar com o prazo de uma semana para produção do material. Ou seja, sobrou desinteresse.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.117 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Aproveitando cada segundo antes que isso aqui vire uma tragédia.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

maio 2018
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

galeria de fotos

George Carlin Mark Twain Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.