Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #479 | 21/05/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #478 - 14/05/2018

Entrevistas do JMP não passam de um quiz

Perguntas remontadas são um exercício profissional trabalhoso e ingrato

Láiza Maciel
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
O condutor da entrevista deve estar preparado e informado ( Pixabay / Domínio Público )

O condutor da entrevista deve estar preparado e informado ( Pixabay / Domínio Público )

Há quem interprete a entrevista como um simples ato de perguntas e respostas. Nesse caso, o gênero jornalístico entrevista pingue-pongue no Jornal Matéria Prima nada mais é do que um simples vai e vem maçante.

Para quem não recebeu os pressupostos teóricos necessários para generalização do tema, a interpretação pode, sim, ser considerada válida. Porém, dentro de uma Redação, o profissional de comunicação não pode ser medíocre a ponto de acreditar que o ato de entrevistar seja apenas o ato de fazer perguntas.

Segundo o antropólogo, filósofo e sociólogo francês Edgar Morin, a entrevista como comunicação pessoal tem como objetivo a informação, sendo considerada uma das fontes de pesquisa do jornalismo. Mas se não for bem conduzida redundará ao fracasso. Já para o redator-chefe da revista Veja, Fábio Altman, “perguntas frouxas e equivocadas pressupõem respostas do mesmo teor”.

Perguntas frouxas e equivocadas pressupõem respostas do mesmo teor

Na edição 474ª do JMP, de quatro entrevistas, apenas uma, “Nosso trabalho é de colaboração, nunca é de denuncismo” tinha qualidade jornalística, autenticidade, roteiro e domínio das estratégias. As outras três apresentavam a mesma falha: pecaram na escolha do entrevistado, as perguntas foram rasas e apresentaram falta de pesquisa sobre o tema.

Na entrevista “As pessoas não me interpretam apenas nas redes sociais”, a escolha da entrevistada levou o texto ao insucesso. Todas as respostas foram previstas. A falta de informação nova e interessante para o leitor faz do texto uma propaganda para elevar o número de seguidores da influenciadora digital.

Já na entrevista “Acredito que a internet tem um poder imenso na moda”, foi feito apenas mais do mesmo. Faltou interesse profissional. Perguntas instigantes resultam respostas autênticas. Tanto o título como a declaração do texto janela estão fracos, isso acontece porque não houve planejamento e muito menos aprofundamento. O mediador não conseguiu “arrancar” nada de novo do entrevistado.

Outro caso está na entrevista “Estamos caminhando para que o Intregraê se torne um portal”. Fora os erros já citados, o texto apresentou erro na diagramação. As perguntas não foram destacadas em negrito, o que causou dificuldade na leitura para separar pergunta de resposta. Além disso, as informações estão dispostas de forma confusa, a introdução não foi suficiente para situar o leitor, causando incômodo.

Infelizmente as exigências básicas para se tornar um bom profissional de comunicação não vêm sendo cumpridas. Em ambos os casos, o “tempo” não pode ser o culpado, as edições do JMP costumam trabalhar com o prazo de uma semana para produção do material. Ou seja, sobrou desinteresse.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

31.024 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Aproveitando cada segundo antes que isso aqui vire uma tragédia.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

maio 2018
S T Q Q S S D
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

galeria de fotos

Mark Twain Chico Buarque Mario Quintana

enquete

Você consome produtos sem o selo de inspeção sanitária?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.