Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #474 - 16/04/2018

Campanha publicitária de O Globo é apoio político

A grande mídia, negligente, assume posição de agência publicitária

Láiza Maciel
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
O tsunami de inovações tecnológicas tem causado distorções dentro das redações jornalísticas. Com a chegada da era digital, a profissão perde sua função primária, a de informar. Não importa qual seja o meio de comunicação, está cada vez mais evidente somente o interesse mercadológico das mídias.O jornal O Globo, nos mostra em suas coberturas sobre a intervenção federal no Rio de Janeiro, como deixar o Código de Ética do Jornalismo de lado. A grande mídia, negligente, assume posição de agência publicitária, que só pensa em vender um produto em vez de ser o guardião da verdade.O anúncio de página dupla da edição do Globo, do dia 22 de fevereiro, silenciou qualquer dúvida sobre o objetivo da intervenção no Rio, além de deixar claro o desinteresse da grande mídia de retratar o atual momento de caos que o Estado está passando. O texto reproduz o discurso do presidente Michel Temer que anuncia: “O governo, que está tirando o país da maior recessão da sua história, agora vai tirar o Rio de Janeiro da violência”.

Rio: Campanha eleitoral disfarçada em campanha de governo ( Reprodução / Campanha publicitária Secom )

Rio: Campanha eleitoral disfarçada em campanha de governo
( Reprodução / Campanha publicitária Secom )

o jornal retratou apenas o lado a favor da intervenção e de uma política satisfatória

A campanha publicitária é uma construção eleitoral de quem quer se lançar na candidatura. O presidente se escora na intervenção que acabou de começar e não apresenta nenhum dado positivo, muito pelo contrário. Segundo pesquisa Datafolha divulgada no fim do mês de março, 71% da população não viu mudanças no combate à violência após chegada dos militares.

A cobertura do jornal O Globo tem utilizado a influência do jornalista sobre a sociedade de maneira errada. O quarto poder está em risco, porém é ingenuidade demais do jornal tentar aplicar uma falsa sensação de controle e aceitação política de um governo impopular, ainda mais na era digital, onde os leitores interagem cada vez mais com a informação.

Não bastando a campanha, outra edição do jornal O Globo traz uma entrevista com o general Richard Fernandez Nunes, responsável pela intervenção federal e marqueteiro do presidente Temer, em que ele diz que o Exército levará ações sociais às favelas cariocas e que uma das suas missões é diminuir o número de confrontos armados.

Mais uma vez não houve aprofundamento de como as causas poderiam ser resolvidas e tudo não passou de uma campanha política que utiliza teorias ultrapassadas do jornalismo, como a teoria hipodérmica (modelo que compara a mensagem à injeção de uma seringa).

Em nenhuma das edições a população foi ouvida, deixando de lado outra função primordial do jornalismo, contar histórias e ouvir os personagens. E se isso não bastasse, o jornal retratou apenas o lado a favor da intervenção e de uma política satisfatória, fazendo existir uma espiral do silêncio que obriga o lado contrário a se calar.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

31.372 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Aproveitando cada segundo antes que isso aqui vire uma tragédia.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2018
S T Q Q S S D
« dez   mai »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Mario Quintana Chico Buarque George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.