Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Política | Edição #476 - 30/04/2018

A Venezuela não se resume em números

A crise no governo Maduro é mais complexa que a análise fria do PIB

João Henrique Belli
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

A crise na Venezuela revela muito mais do que um problema econômico e social. A grande imprensa retrata o problema, mas nunca explica realmente o que aconteceu no país. Jornais como O Globo noticiam diariamente os  problemas venezuelanos, todavia, tudo que é mostrado nas notícias são números de inflação e PIB (Produto Interno Bruto), sem levar em conta o que foi feito para deixar a situação tão alarmante. Números são frios, conseguem traduzir o resultado da ação humana, porém não explicam quais ações foram a causa desse resultado.

Alguns dias atrás O Globo  noticiou a previsão do FMI (Fundo Monetário Internacional) para o PIB venezuelano. Como esperado, o previsto é uma queda alarmante de 15%. O presidente Nicolás Maduro levou o país ao fundo do poço. Diante dessa situação, o mínimo que se espera é que o jornal explique perfeitamente o que foi feito nos últimos anos, desse modo ficaria claro o motivo de tudo isso. O problema é que o velho vício de falar só sobre inflação e  preço do barril de petróleo voltou a aparecer.

A mídia quase não notícia. O que realmente quebrou a Venezuela foi controle de preços e um Estado exageradamente interventor. Todo esse problema foi criado  por sucessivos governos que resolveram brincar de fazer socialismo, controlando preços e aumentado salário mínimo sem aumento real de produtividade.

Por qual motivo os jornais não deixam claro o que foi feito pelos últimos governos venezuelanos? A polarização entre direita e esquerda deixa jornalistas com receio de expor algo que afronte diretamente a ideologia de um dos lados. Sendo assim, a única maneira de expor o problema é explicar a crise por números, já que números não têm ideologia nem lado, são apenas reflexo de relações humanas e econômicas.

O negativo de não expor tudo o que aconteceu é o fato de que a maioria da população não entende exatamente o que se passou no governo Maduro. Alguns acham que o imperialismo americano quebrou a Venezuela, outros gritam aos quatro cantos que é comunismo, porém ambos não entendem como foi feita a política monetária do governo Maduro.

O jornalista tem o dever de esclarecer assuntos importantes e mesmo que o público seja leigo em política cabe ao jornalismo deixar o assunto minimamente compreensível às massas. A mídia não só informa como também forma a cabeça das pessoas. Tudo isso passa pela sensibilidade do redator em expor com profundidade o que é necessário.


Imagem/Pixabay

Imagem/Pixabay

 

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Um eterno desconfiado dos inteligentes bem resolvidos

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2018
S T Q Q S S D
« dez   mai »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Cazuza Chico Buarque Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.