Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #482 | 18/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #472 - 29/12/2017

Quanto tempo você acha que precisa ter?

Em um mundo controlado por relógios, louco é quem deixa o tempo fluir

Isabelli Raiacovitch
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Você acha que eu passo rápido, que eu não te espero, que eu não volto e que eu não desculpo. E você está certo. Este sou eu. O Tempo. E você não pode me controlar. Mas tenha calma. Eu estou aqui para a gente conversar. Com calma e com tempo.

Eu sei que seu desejo é ter me mais um pouquinho, mas isso, eu não posso te dar. Em vez disso, que tal largar o relógio? Acabo rápido, e infelizmente não posso te avisar quando for a hora de partir.

Quando eu for embora, vou te levar comigo, e aí, podem restar saudades, arrependimentos e falta de amor. O motivo da nossa conversa é o termino desde ano. Eu venho te dar um conselho. Pense menos em mim e mais em você.

Não erre a mira de seus objetivos, porque, assim, você acaba acertando os outros.

Eu sei que são tempos difíceis, mas não se amargure comigo. Não se perca em mim, eu não volto para trás, e você, não vai poder desfazer o que foi feito. É hora de tirar do barco aquele velho amor. O tempo passou, os abraços não voltam. A terra não para de girar.

Imagem/ Gustavo Vanzella

Imagem/ Gustavo Vanzella

Cuidado com os fantasmas do passado que ainda vivem em você, as memorias são flores de suas sementes, a prova de tudo que foi vivido. Mande os fantasmas embora e foque no amor. Ah, o amor, considerado por muitos, um exercício de jardinagem, então cuidado. Não deixe de plantar coisas boas, aproveite comigo tudo o que a vida pode dar.

O mundo não é um peso, então coloque nos seus ombros só o que você pode carregar. Tudo bem deixar pessoas, só carregue o essencial. Aprende comigo. Eu prometo que vai dar tudo certo.

Não erre a mira de seus objetivos, porque, assim, você acaba acertando os outros. Seja fiel com você e comigo. Tente não ser artista em seu convívio, nada de fingir emoções, tente encontrar felicidade nas pequenas coisas. Entenda que as suas atitudes são sementes, que junto com o tempo florescem.

Aproveite comigo o agora e seja totalmente grato pelo passado. Eu te convido hoje, para dançar no ritmo mais devagar possível, aproveitando bem o tempo. Não se esqueça que não vou te avisar a hora de partir. E então, dança comigo por mais quanto tempo?

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

31.174 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Eu não sei o que sou, mas estou procurando. Juro

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov   abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

galeria de fotos

Mario Quintana Chico Buarque George Carlin

enquete

É preciso começar a discutir a sexualidade ainda na infância?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.