Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #469 - 06/11/2017

Por favor, deixem a Amazônia em paz

Para muitos, o meio do mato. Para mim o Brasil verdadeiro

Ryan Savelli
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
Índio da tribo Jarawara ensinando o manuseio do Arco e Flecha / Foto: Ryan Savelli

Índio da tribo Jarawara ensinando o manuseio do Arco e Flecha / Foto: Ryan Savelli

O sentimento de estar fazendo algo muito errado tomou conta de mim quando resolvi contar aos amigos que eu havia escolhido a Amazônia como destino da minha próxima viagem. Riram, e todos disseram exatamente o mesmo “porque ir para o meio do mato?”. Eu nunca levei isso em consideração e tinha certeza de que nessa viagem eu viveria as experiencias mais incríveis da minha vida.

A primeira grande descoberta, e talvez a resposta para a pergunta que todos me faziam, é que a floresta amazônica faz parte de um Brasil que o brasileiro não conhece e nem faz questão de conhecer. Já os gringos …  Então, rapidamente entendi como tudo funcionava por lá e resolvi entender que aquela região pertence ao Brazil e não ao Brasil.

Para um brasileiro, é tão vergonhoso e até mesmo motivo de chacota, quando ele conta que passou duas noites em uma aldeia indígena, caminhou na mata, aprendeu usar arco e flecha, e para os gringos não? Diversas vezes ouvi que o dinheiro gasto lá, dava pra fazer muito em Miami. O que eu aprenderia com isso?

Sofrido é, mas em outro sentido, para nós viciados em ficar sempre conectados, não faz idéia como foi ficar dois dias sem sinal algum.

Conheci o famoso encontro das águas, fenômeno único no mundo inteiro, onde

dois rios, diferentes não só na cor, mas na densidade, temperatura, não se misturam. Nadei com os botos e conheci de perto um pouco da cultura regional representada pelos bois Garantido e Caprichoso. A cada passo, uma nova descoberta, uma historia diferente, uma realidade diferente. Daí a gente para e pensa como os caras do colarinho branco, da gravata de marca, dos carros de luxo e avião particular, querem acabar com tudo isso, por interesse próprio, por dinheiro, por ganância. Parece ridículo e até mesmo impossível, mas se ainda respiramos ar puro, é porque ainda temos um filtro chamado Amazônia que o dispõe sem nos cobrar nada, diretamente de toda a rica vegetação.

aquela região pertence ao Brazil e não ao Brasil.

A oportunidade de conhecer o Brasil de verdade e suas origens e ter tido contato com índios, conhecer a cultura deles, me fez e ainda me faz todos os dias refletir sobre a vida, como uns vivem com tanto e outros com tão pouco.

O brasil é nosso. É nosso dever defende-lo, nossa terra, nossa gente

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.124 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

"O essencial é invisível aos olhos." (Exupéry)

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

galeria de fotos

Cazuza Mark Twain Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.