Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #470 | 10/11/2017 - Ano XVIII
 
Cidade | Edição #470 - 10/11/2017

Barraca de Osamu atrai pelo colorido

A variedade de flores encanta e enche os olhos dos consumidores

Edição Especial
Projeto Integrador 2017

Comentários
 
Toshiaki Sato cuida da barraca na Feira do Produtor  (Imagem/Mavi Pessoa)

Toshiaki Sato cuida da barraca na Feira do Produtor
(Imagem/Mavi Pessoa)

Em meio a tantas barracas existentes na Feira do Produtor de Maringá, há uma que embeleza mais que outras e tem o poder de chamar atenção pelas cores, formas, diversidade e aromas. Um verdadeiro encanto para os que gostam, conhecem e compram. A barraca das flores é do feirante João Osamu Kokubu, 63, morador de Marialva, distante 17 km de Maringá.

A família de Osamu é pioneira em Marialva e começou primeiramente com a plantação de café. Logo depois vieram as uvas, hortaliças, até que chegaram às flores.

Na barraca de Osamu a espécie mais antiga recebe o nome de Ambiance, a mais desejada pelos consumidores. A barraca é cuidada e comandada pelo irmão de Osamu, Toshiaki Sato, 73, um dos pioneiros da Feira do Produtor de Maringá, e mesmo com idade avançada ele diz sentir prazer em fazer o que faz. Foi por meio dele que as flores ganharam espaço na feira. A plantação, o cultivo e as vendas contam com a ajuda de filhos e sobrinhos. A família prioriza trabalhar sempre junta e unida, herdando a cumplicidade ensinada de pai para filho.

A plantação, o cultivo e as vendas contam com a ajuda de filhos e sobrinhos

Douglas Yoshinobu Kokubu, 20, é filho de Osamu e desde pequeno ajuda o pai no trabalho com as flores. Ele conta que 90% dos clientes da barraca são fieis e estão toda semana fazendo compras. Douglas Youshinobu destaca que exstem dois tipos de clientes: o marido romântico, que compra flores para a mulher, e as pessoas que fazem votos a santinhos por meio da fé.

A família de Marialva é descendente de japoneses e começou com a plantação há 25 anos. Hoje eles sobrevivem com a renda que vem da terra. Eles contam que, conforme o passar dos anos, as variedades de flores mudam e que as que são vendidas hoje são totalmente diferentes das de dez anos atrás. Os experimentos também são feitos por eles, para que novas cores venham a surgir.

Além do trabalho na Feira do Produtor a família também fornece flores para floriculturas, decoradores e funerárias de Maringá e região. A chácara dos Kokubu é o ponto turístico para aqueles que querem conhecer a beleza da produção.

 

Um dos filhos de Osamu na propriedade onde são produzidas as flores Imagem/Mavi Pessoa

Um dos filhos de Osamu na propriedade onde são produzidas as flores
Imagem/Mavi Pessoa

Produzido pelas estudantes Maria Vitória Pessoa e Laís Fernanda Rocha, na disciplina Narrativas Jornalísticas.

 

 

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

28.750 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Mario Quintana

enquete

A Feira do Produtor é importante para Maringá?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2016 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.