Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #469 - 06/11/2017

As hipocrisias do ego e suas facetas

Todo ser humano deve reconhecer suas hipocrisias antes de julgar;

Giulia Cordeiro
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
Imagem/ Pixabay

Imagem/ Pixabay

Era um menino bom. Sempre vidrado nos estudos, sempre focado, sempre estudioso. Não dava trabalho para os pais, mas preocupava por sempre ser tão quieto. Sempre muito bonzinho, sempre “na dele”.

Cresceu e continuou bonzinho, continuou estudioso, aficionado pela leitura, histórias fantásticas, curioso pelo que os livros e as letras podiam contar nas páginas amareladas.

Seguiu a paixão pelas letras e se tornou um profissional na área. Uma, duas, três graduações e milhares de livros na cabeceira. Sempre tão “correto”, assim se tornou um homem. Já não mais tão inocente.

Ele começou a estudar cada vez mais, tornou-se professor, palestrante, estudioso da sociedade. Sempre recebia muitos aplausos e prêmios. Começou até a colecioná-los e sempre se mostrava como o exemplo do que deveria ser feito.

é quando você faz alguma coisa só pra você.

O ego lhe subiu à cabeça. Um dia, ele se viu irritado com a “futilidade” da mulher e uma crise veio à tona. “Como conviver com uma sociedade tão fútil e ignorante?” A noite passou, ele se acalmou, mas logo cedo a amada já não estava mais na cama a seu lado. E ele não aceitou bem.

Continuou estudando mais, afogando-se na poeira dos livros e afundando nas poltronas, tornando-se cada vez mais cético, isolando-se cada vez mais e perdendo a fé nas pessoas.

Já velho e sozinho, ele estava na biblioteca municipal. Puxou uma pilha de livros e começou a ler. Uma garotinha muito simpática apareceu e quis conversar.

- O senhor está lendo o quê?

- Coisa de gente grande.

- Que coisa? Me conta!

- Você é muito nova pra saber.

- Que nada, eu já sei até ler, olha só .. “a sociedade alimenta o ego das pessoas e torna-as fúteis”. Ah, eu já ouvi essa palavra, fútil.

- Ah é? E o que quer dizer?

- Minha mãe disse que é quando você faz alguma coisa só pra você.

- Como assim?

- Tipo você.

- Eu?

- É, tá aí sozinho lendo esses livros só pra você. Por que não lê eles pra sua mulher?

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.133 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Inconstantemente intensa, espirituosamente inteligente, determinadamente explosiva.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.