Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #468 - 30/10/2017

PM aumenta abordagem em bares da Zona 7

Gerentes auxiliam policiais em revistas dentro dos estabelecimentos

Bruna Araujo
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
Abordagem policial nos bares da Zona 7 - Foto: Bruna Araujo

Abordagem policial nos bares da Zona 7 – Foto: Bruna Araujo

As abordagens policiais que ocorrem todos os fins de semana em bares da Zona 7 de Maringá vem crescendo muito nos últimos meses. Muitas vezes essas varreduras ocorrem de maneira bastante agressiva, causando espanto a quem está próximo. Embora a maioria dos moradores têm reclamado muito do barulho e bagunça.

O tenente Jefferson Carvalho, relata que as abordagens são as formas como um policial se direciona a uma pessoa ou um grupo. “Pode ser uma abordagem policial de forma sinérgica, que visa combater algum tipo de crime ou inibir algum tipo de ilícito.” Ele conta também que o que leva um policial a realizar a abordagem é a suspeição de uma postura diferente ou de uma atitude criminosa da pessoa ou do grupo de pessoas.

“Não existe nenhuma distinção de gêneros, o que realmente acontece é que uma mulher é abordada por uma policial feminina, embora possa ser abordada, caso não haja alternativa e de forma respeitosa, por um policial masculino.”

Em caso de apreensão de menores, segundo o tenente, é chamado o Conselho Tutelar para que tenha o acompanhamento até a delegacia. Além disso, ele conta que a participação da comunidade e o apoio são fatores motivacionais e que auxiliam muito na abordagem.

O estudante, Marcello, 24 anos, conta que já foi abordado e que a princípio sentiu medo, mas que foi uma abordagem tranquila, porém tudo mudou quando encontraram uma quantia de droga dentro da bolsa dele. “Já acharam que eu era traficante e que eu estava vendendo na praça. Para que um usuário teria aquele tanto?”;

Melhoraram as atividades do local porque as pessoas que ficam aqui na frente usando droga não são nossos clientes.

Marcos Mira, 30 anos e gerente do Zero 7 Beer, um dos bares da Zona 7, conta que apoia a polícia. “Já entraram em meu estabelecimento, mas foi tudo com consentimento e melhoraram as atividades do local porque as pessoas que ficam aqui na frente usando drogas não são nossos clientes e nós chamamos a polícia para poder tirar.” Ele conta também que precisa acabar com o tráfico de drogas que acontece na região.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.124 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

"It's not worth diving into dreams and forget to live" (Dumbledore)

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

Mario Quintana Cazuza Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.