Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #466 - 16/10/2017

O sentimento que amedronta a si próprio

Ao tentar proteger seu lar, não percebe a destruição que está fazendo

Mariana Belleze
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Medo. Chega sem ao menos apertar a campainha e aloja-se em um canto silencioso e vazio da casa. Escolhe o quarto entre o Amor e a Adrenalina.

No início, o Medo age de forma ingênua. Mostra como os animais são perigosos e que a escuridão pode ser a porta para os monstros. Diz que andar descalço machuca o pé e se sujar pode contaminar.

[Imagem/ Mariana Belleze]

[Imagem/ Mariana Belleze]

O Medo não mede palavras, nem esforços. Cresce de acordo com a Casa e sua criatividade também. A Casa está maior, já há mais sentimentos e hormônios abrigados nela. Então, o Medo resolve se esconder, deixando a Adrenalina tomar conta do ambiente, mas o Medo nunca deixa passar uma brecha, e é quando a Casa amarela e desiste.

O Medo conhece o Amor, um inquilino tímido e discreto, e o questiona:

- Por que você só aparece agora, quando a Casa já tem quase duas décadas?

E o Amor responde:

- Eu sempre estive no meu quarto, quieto, à espera do momento. Costumo aparecer quando a Casa menos quer. Gosto de surpreendê-la.

E o Medo retruca:

- Sou assim também. Fique atento. Posso interferir nos seus planos da mesma forma que faço com a Adrenalina

Costumo aparecer quando a Casa menos quer. Gosto de surpreende-la.

O Amor, não se deixa levar pelas ameaças e logo age. O Medo percebe os movimentos do plano do Amor e coloca a cara a tapa, mostrando como pode ser maior e mais forte que todos. A Casa vira uma bagunça. O Medo e o Amor entram em uma batalha até a Casa desistir, como sempre.

O Medo se sente orgulhoso e que estava fazendo a coisa certa. Não quer destruir a Casa, e sim protegê-la. Não quer que haja mais inquilinos, pois acredita que a Casa não aguentará e ficará apenas no seu espaço. Não quer ceder para os seus inimigos e colocar em perigo o seu ambiente. Infelizmente ao tentar proteger seu lar, não percebe a destruição que está fazendo.

O Medo tem medo. Medo do que o mundo pode fazer com a sua Casa, do que pode fazer com ele mesmo.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.060 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Uma pessoa extrovertida buscando as histórias do mundo

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

Mario Quintana Mark Twain Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.