Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #468 - 30/10/2017

O patinho que aprendeu voar como águia

Foram incontáveis “quase”; um fracasso a mais não ia fazer a diferença; tentei

Amanda Watanabe
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
(Imagem/Amanda Watanabe)

(Imagem/Amanda Watanabe)

Voar, nadar, andar… esse animal realmente é multiuso, mas o que adianta ser ter mil funções e não ser bom em nada?

Sei desenhar, não venha negar isso. O último presente de Dia das Mães foi um quadro pintado pelas minhas próprias mãos. Demorei menos que um dia pra finalizar aquele castelo com uma grande torre central, pra ouvir que parecia mais uma casquinha de sorvete de ponta cabeça.

Também tenho uma banda, não sei direito do que. É meio rock, é meio raggae, mas às vezes a gente toca um pagode também pra animar a galera. E sim, ganho pra isso. Da última vez o cara do bar agradeceu a gente com 2 litrões, mas é assim que começa, não é?

Não posso deixar de falar da minha outra paixão, o futebol. Foram dois anos jogando profissionalmente… no banco de reservas. Mas um dia o goleiro se machucou. Finalmente tive minha chance. E pra não perder o costume, quase ganhamos, não fosse o frango aos 48 minutos do segundo tempo. Empatamos, não seria problema se isso não deixasse a gente na zona de rebaixamento na última rodada do Brasileirão.

Calma, também quase consegui entrar no curso que eu queria. Fiz cursinho por um ano. Estava confiante, nem que seja em último, mas passando no vestibular, estava ok.

A fotografia não é só um enquadramento perfeito, é a sensação do momento

A lista de aprovados saiu. Eu, confiante que sou, já fui direto pra lista geral em vez da de aprovados. Pra surpresa de ninguém, fiquei em segundo lugar na lista de espera. Por fim, ninguém desistiu. De volta à estaca zero.

Mas nem só de fracassos é a vida. No segundo semestre do ano apareceu um curso de fotografia na cidade vizinha. “Já tá tudo perdido mesmo, por que não fracassar mais uma vez?”

Foram seis meses. No trabalho de conclusão explorei a arte das cores, os significados e as sensações transmitidas por elas em diferentes momentos da vida. A fotografia não é só um enquadramento perfeito, também é a sensação do momento.

Adivinha? Venci um concurso local, depois um regional, nacional e aguardo o resultado de um concurso que está rolando na França. Agora sou águia, bebê.

Cada um tem seu tempo. Se sua habilidade não foi descoberta ainda, acalme-se, uma hora chega. Não desista de ser o melhor naquilo que só você é.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.133 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Site para exaltar a imagem de uma ex-introvertida que quer ser jornalista.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

Chico Buarque Cazuza George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.