Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #465 | 09/10/2017 - Ano XVIII
 
Literatura | Edição #465 - 09/10/2017

Desmotivado na manhã do Tiro de Guerra

O desânimo de ser obrigado a ser nacionalista e coletivista por um dia

João Henrique Belli
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
(autor/ Victor cher

(autor/ Victor cher

Após um dia cansativo, improdutivo e chato, finalmente acabou a experiência de se apresentar no Tiro de Guerra. Orgulho da pátria e gritaria não são meu forte, talvez por isso eu tenha sido liberado rapidamente pelo sargento após uma curta jornada.

Tudo começa quando se entra na sala de espera e o sargento vai chamando um por um para ir se consultar com o médico. O clima é tenso e rígido, risadas não são permitidas nem toleradas, isso deixa todos apreensivos. Após às consultas com o médico chega à hora da entrevista, nesse momento o desespero toma conta e o sargento pergunta:

- Quer servir?

O nervosismo de dizer ou não a verdade sufoca a respiração e deixa um silêncio no ar, até que respondo:

- Não, senhor. 

Com olhar atento, ele me analisa e me libera da obrigação de servir o Exército.

Tudo que enxerguei foi tensão e uma obrigatoriedade de ser o que os outros querem que eu seja

Após tudo isso, chega o esperado momento de jurar à bandeira. Tudo foi feito no centro de uma pequena cidade, mas o clima nessa hora é de guerra. Olhar fixo para frente, tensão sufocante e calafrios a cada ordem expedida pelo sargento.

- Atenção grupo, SENTIDO!! Atenção grupo, DESCANSAR!! 

O suor escorria pela minha cabeça e meus joelhos começavam a latejar, mas tudo isso, pelo suposto bem do meu país.

O sentimento de nação pulsava no coração de cada um e isso fica claro no tão aguardado Hino Nacional. O sentimento de nação coletiviza os sentimentos, fazendo com que a raiva, a alegria e a dor sejam sentidas em grupo e não pelo indivíduo.

Todos na mesma direção com ar sério e muita disciplina, tudo isso.                    Misturado com o sentimento de pertencer a algo maior e mostrando                                  que juntos somos mais fortes.   

Se muitos tiveram esse sentimento, para mim foi apenas uma tarde onde o nacionalismo coletivista me deu preguiça e me desmotivou, já que tudo que enxerguei foi tensão e uma obrigatoriedade de ser o que os outros querem que eu seja.  

Viva o Brasil.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

28.244 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Um eterno desconfiado dos inteligentes bem resolvidos

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Mario Quintana

enquete

Provocar o sorriso em pacientes hospitalizados pode ajudar no tratamento?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2016 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.