Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #465 | 09/10/2017 - Ano XVIII
 
Literatura | Edição #465 - 09/10/2017

Arte que irrita não deixa de ser arte

Entre polêmicas sobre o papel da arte, esquecemos para que serve

Gabriel Amaral
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

A vida é formada de experiências, sejam boas ou ruins. Nos moldam. É por isso que valorizamos tanto os fragmentos de uma experiência. É importante saber em que momento você se apaixonou, qual foi o principal motivo do seu melhor dia se tornar o seu melhor dia, qual é o seu maior medo e em que momento você descobriu esse medo. Tudo isso é algo que reconhecemos, nem sempre consciente, as vezes simplesmente sentimos .

Há nessas experiências significados tão complexos, que uma vez identificados, queremos compartilhar. A arte é exatamente uma dessas representações, que nos apresentam novas visões. Talvez reforce valores já presentes, também podendo provocar, fazer refletir: “É assim que são as coisas, as coisas realmente deveriam ser assim?”. A arte ensina mesmo sem fazer afirmações absolutas, funciona mais como uma pergunta: “O que você acha disso?”.

Arte não se trata só do que é bonito, a arte pode nos mostrar o que é feio

Há quem confunda arte com técnica. Um dia já foram quase a mesma coisa, mas é importante saber que a arte é cultura. E cultura gira e se transforma, até mesmo mudando o que pode ser entendido como cultura. Portanto tudo o que foi dito a respeito de arte até agora pode ser verdade, ou não, depende de qual visão você avalia a arte.

Do ponto de vista conceitual, a arte não precisa necessariamente ser algo tão único e extraordinário de nossas vidas. Pode ser algo mais normal como uma rotina especifica, acordar todas as manhãs por exemplo. Ou seja, não se trata de algo que será importante apenas ao passar de anos e anos, até que o autor morra e se torne um conteúdo raro. Precisa ser sobre o agora.

É completamente diferente da arte medieval, que era mais uma forma de
adorar a Deus. Portanto, não era qualquer um que poderia interagir com arte,
mas muitos a reconheciam.

Mesmo que mais democrática como aquela que todos podem aprender
no ensino médio, ela não esta completamente livre. Ainda
existem assuntos proibidos, menos valorizados, sensíveis e até mesmo aqueles
casos que viram notícias impactantes. Polêmica e crítica, instrumento de reflexão
das ideias comuns. Arte não se trata só do que é bonito, a arte pode nos mostrar
o que é feio.

Montagem sobre a imagem - Gabriel Amaral

Montagem sobre a imagem – Gabriel Amaral

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

28.244 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Qualidade e sincronia.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

Mark Twain Chico Buarque Mario Quintana

enquete

Provocar o sorriso em pacientes hospitalizados pode ajudar no tratamento?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2016 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.