Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #467 - 23/10/2017

A notícia que mudou meu rumo para sempre

Começou o período mais devastador da minha vida e ninguém podia me ajudar

Isabella Soares
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
IMAGEM/MARIANA BELLEZE

Imagem/Mariana Belleze

De repente começou uma irritação na pele, “mas não é nada, uma pomadinha e já sara”. Um caroço apareceu embaixo do braço, “deve ser esforço do dia a dia”. Meu peito começou a doer e a inchar, “definitivamente é esforço”. Fui tomar banho e estava saindo leite do meu peito, “mas é impossível, não estou grávida! Não tenho mais idade pra isso”.

Depois de muita teimosia e insistência, fui procurar um médico. E não é que o doutor veio com notícias ruins? Câncer de mama. Maligno. Começou o período mais devastador da minha vida. E fura meu braço, não acha veia, vai cutucando até achar a bendita. Que desespero! O pior é o que ainda estava por vir.

Ainda não acredito que isso está acontecendo comigo, só tenho 45 anos. Sou forte, faço de tudo. Cuido da casa, dos bichos, das plantas, dos netos. Não pode ser verdade. Como posso estar doente?

Depois da primeira sessão de quimioterapia e de tanto vomitar, meu cabelo começa a cair. Meu enorme e amado cabelo! Três sessões de quimio depois e já está escrito em cada expressão minha que estou doente.

Torço para que, depois de dez sessões de quimio e radioterapia, o câncer tenha diminuído. Mas não diminuiu. Tanto sofrimento para nada. E aí veio a notícia que eu jamais queria receber e que o doutor, com o olhar triste, disse não querer me dar. Eu precisava fazer mamoplastia. Na hora não sabia bem o que significava, mas só o nome já me assustou. O doutor explicou que preciso remover meus seios para retirar o câncer. Já não bastou meu cabelo, agora o câncer vai levar até meus seios? Vai levar mais o quê?

Cortaram meus peitos fora. E quando eu pensei que o sofrimento estaria no fim, mais notícias ruins. O câncer foi tão avassalador que se espalhou por todo o meu corpo. Estava nos rins, fígado, ovários e até na pele. Todos os dias eu perguntava para Deus: “por que eu?”.

Agora o câncer vai levar até meus seios? Vai levar mais o quê?

Depois de mais uma sessão de quimio, chego em casa. Aliviada por não sentir mais cheiro de hospital. Minha neta, que ainda é um bebê, deita comigo e dorme. Fico admirando cada detalhe daquele rostinho tão pequeno e perfeito. Cubro ela e dentro de mim tudo está horrível, queima o estômago, dói o coração e cada segundo que passa, respirar fica mais difícil. Vou para o banheiro vomitar, mas não consigo. A queimação e a dor ficam cada vez mais insuportáveis, até que me lembro da paz da minha neta dormindo e essa paz me permite descansar em paz. Chega. E o que faltava para o câncer levar, ele finalmente levou: a minha vida.

Outubro Rosa, toque-se, previna-se.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.062 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Apaixonada pelo bom e velho futebol.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

Mark Twain Chico Buarque George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.