Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #462 | 18/09/2017 - Ano XVIII
 
Literatura | Edição #461 - 11/09/2017

Sejam bem-vindos à rotina do assédio

Nenhuma água com sabão vai limpar a sujeira dessa sociedade machista

Marieli Rossi
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Fui acordada cedo, como sempre. A vi rezar, tomar seu café puro e começar o dia dentro de um ônibus. A vi chegar no trabalho, seguir todo um ritual diário e sair exausta no fim do expediente.

(Imagem/Pixabay)

(Imagem/Pixabay)

Para você que ficou confuso meu nome é Rotina e a acompanho todos os dias. Enquanto faz as coisas que sempre faz, fico feliz que meu trabalho esteja okay.

Porém, nessas idas e vindas de casa para o trabalho e do trabalho para casa, a vi, como mulher, ser assediada. Não uma, nem duas, nem três, mas sempre. Filho saudável do patriarcado. Mas não vi isso só com ela, e sim, com todas as mulheres. E como já acompanhei coisas assim tantas e tantas vezes, se tornou ROTINA.

Porém, eu, a Rotininha de cada dia e minha fiel companheira, somos fortes e não ligamos para os olhares masculinos. Nosso foco é ganhar a vida. Nosso foco é sobreviver ou a sociedade nos engole. Mas sempre esperamos o respeito, e esse raramente vem. Já os primos distantes do Respeito, aqueles que conhecemos como Assédio e a Violação, esses sim, vem em enxurrada.

Essa rotina do assédio sexual que cada mulher sofre causa danos irreversíveis

Mas voltando a falar de mim, a acompanhei voltando do trabalho como sempre. Ela, sentada em seu último ônibus antes de chegar em casa, me cutuca e grita: “Vou atrapalhar seu trabalho, fui violada”. E quando olho para ela, um ser vivo, talvez não tão humano, ejacula em seu pescoço.

Me viraram de cabeça para baixo e posso confessar, adorei. Pois há muito tempo trabalho tapando os olhos de mulheres falando: “Foca em seu trabalho, não liga, não, os homens são assim mesmo”. E me vejo errando.

Essa rotina do assédio sexual que cada mulher sofre causa danos irreversíveis e nenhuma água com sabão vai limpar a sujeira dessa sociedade machista.

Eu, com meu trabalho, cruzei também com outro homem. Esse, dessa vez usou um argumento péssimo para um juiz, para inocentar o ser que não contém seus impulsos sexuais. Não há o que glorificar na Rotina da mulher que luta todos os dias. Vamos dar “vivas” à Rotina do assédio, pois revelá-la cresce cada dia mais.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

27.837 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Eu sou canceriana com ascendente em aquário.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2017
S T Q Q S S D
« dez    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

galeria de fotos

George Carlin Chico Buarque Mario Quintana

enquete

Ejacular no pescoço de uma mulher, dentro de um ônibus, deveria ser considerado estupro?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2016 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.