Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #471 | 20/11/2017 - Ano XVIII
 
Literatura | Edição #460 - 06/12/2016

E assim como mãe, sempre lembrarei dos meus filhos

Ao total foram oito textos de gêneros e características diferentes, que serão lembrados com muito carinho

Camila Lucio
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Cada elogio era um abraço apertado no meio do sufoco (Imagem/ Camila Lucio)

Cada elogio era um abraço apertado no meio do sufoco
(Imagem/ Camila Lucio)

Quando tive de criar meu primeiro “filho” senti um misto de sensações diferentes. Foi desde frio na barriga, medo, ansiedade, nervosismo até felicidade, emoção, gratidão e orgulho. Para criá-lo precisei andar por vários bairros e encontrar histórias de moradores, para desenvolvê-lo com muita dedicação. Os erros foram inevitáveis, mesmo que o esforço para não cometê-los tenha sido enorme.

Quando tive o primogênito, a vontade era que todos o vissem. Cada elogio era um abraço apertado no meio do sufoco e a cada crítica sentia o coração disparar.

Basicamente criar o primeiro filho foi como entrar em uma onda imensa, sentir a força da água lhe afundar e quando tudo acalmar sentir vontade de enfrentá-la novamente.

Por mais que tenha cometido novos e repetidos erros, o segundo filho já não teve a mesma carga de medo, nervosismo e ansiedade gerados pelo primeiro. A onda veio novamente, mas o baque já não foi tão mais forte e, mesmo que tenha sido, não senti da mesma forma. As chances de acertos foram grandes. O maior desafio já tinha sido enfrentado. O gênero foi diferente, as características já não eram mais as mesmas, sorte a minha que o assunto era familiar. Os argumentos para criá-lo vieram com mais facilidade, pude dizer tudo o que sabia, naquele contexto, sobre a violência no futebol brasileiro.

O terceiro filho foi mais fácil de criar. Apesar das características e o gênero novamente terem sido diferentes, foi foi bem tranquilo para lidar. O vínculo e intimidade, confesso que foram maiores comparado aos outros. Pude contar sobre mim e como sentia-me, além de compartilhar meus segredos.

As pessoas chamam minhas publicações de ‘textos’, eu prefiro chamá-las de ‘filhos’

Apesar da segurança que havia conquistado criando outros filhos, voltei a sentir um pouquinho de medo com o quarto. O gênero me assustou novamente. Eu precisava criticar, nunca tinha feito isso antes, não dessa forma. Então, logo pensei em abordar um assunto que poderia me ajudar e mais uma vez voltei ao esporte.

As pessoas costumam chamar minhas publicações de “textos”, eu prefiro chamá-las de “filhos”. Apesar de cada um ter sido de gêneros e características diferentes, amo todos da mesma forma e sinto um orgulho imenso por saber que fui eu que os criei. Confesso, que alguns tive mais facilidade e intimidade, como já havia dito, no entanto, aqueles que senti mais dificuldades me servirão de aprendizagem para, a partir de agora, criar outros filhos.

Só para lembrar, depois do quarto filho tive mais quatro. Gostaria muito de contar sobre eles, mas não vai dar tempo, estou terminado de contar sobre o último agora.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

29.048 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

dezembro 2016
S T Q Q S S D
« nov   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

galeria de fotos

Cazuza George Carlin Mario Quintana

enquete

Na moda, você trocaria uma grife por um artigo produzido de forma sustentável?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2017 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.