Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #465 | 09/10/2017 - Ano XVIII
 
Literatura | Edição #460 - 06/12/2016

Após 3 anos, o costume se torna saudade

O que fica na memória são as histórias e as pessoas que participaram dessa caminhada

Jefferson Martins
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
556905_455674601135615_1563455973_n

(arquivo pessoal) Dever cumprido e pronto para a próxima etapa

Como a “Prof.” sempre disse “Jeffe, o veterano da turma”. O que coloquei na minha cabeça não foi tristeza por ter trancado o curso e não ter ido para o terceiro ano. Foi a alegria em poder compartilhar o pouco que aprendi com os calouros do segundo. E foi nessa perspectiva que evolui, não só nos textos, mas no comprometimento e também no amor por essa profissão.

O que é mais importante lembrar nesse texto de despedida, são as histórias especiais que vivi. Como a história da dona Tereza Hernandez, de 70 anos, que sustenta a família recolhendo latinhas na rua. Ou então, da aposentada Ótilia de Oliveira, de 78 anos, que costura roupas como forma de ajudar a sociedade. Me emociono ao lembrar tantas histórias que me ajudaram não só como estudante de jornalismo, mas como ser humano.

Lembrando das histórias dos personagens, recordo-me também das minhas histórias, ao buscar a informação e disponibiliza-las para os leitores do Jornal Matéria Prima. Lembro, que inúmeras vezes saí de minha cidade (Cianorte – distante 90 Km), procurando histórias, em bairros de Maringá, para poder transpassar um pouco do que é realmente o jornalismo. O que posso dizer que aprendi, é que o “furo jornalístico” não é mais importante do que as histórias de vida das pessoas. Que a informação é história.

Depois de tanto a Prof. pegar no meu pé, ou por e-mail ou pessoalmente, hoje, digo que o conhecimento que obtive nesses anos, são extremamente importantes para minha carreira profissional. E tenho certeza de que a alguns anos, vou rever este texto de despedida e agradecer, por cada dificuldade que passei, por cada história que vivi.

Agora, tudo muda, novos desafios e com a força que superei essa etapa, tenho a convicção de que consigueirei superar as próximas. Nunca vou me esquecer dos momentos em sala, dos momentos “em campo” e vou guarda-los com muito carinho no coração.

Digo com todo orgulho no peito, estou preparado

Digo com todo orgulho no peito, estou preparado para seguir o caminho do jornalismo, com muito amor e força. Agradeço aos que me apoiaram e termino com a frase de Cláudio Abramo. “O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotiano do carácter.”

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

28.244 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

dezembro 2016
S T Q Q S S D
« nov   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

galeria de fotos

George Carlin Chico Buarque Mark Twain

enquete

Provocar o sorriso em pacientes hospitalizados pode ajudar no tratamento?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2016 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.