Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #457 - 07/11/2016

Títulos no JMP carecem de inovação e conteúdo

Em edições anteriores do Jornal Matéria Prima, alunos deixam de lado a originalidade e caem na mesmice

Advaldo Filho
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
MATERIAPRIMA

(Fotomontagem: Advaldo Filho)

A coluna do ombudsman é um gênero jornalístico usado para fazer uma autoavaliação. Em grandes jornais, coleta críticas dos leitores e mostra ao público o que há de errado ou não na publicação. No caso do Jornal Matéria Prima (JMP), os alunos escrevem fazendo uma análise do que funciona ou não nas edições, no entanto muitas vezes o objetivo do gênero não é alcançado, já que muitos primam por insistir em análises já feitas. Essa repetição é prejudicial ao jornal-laboratório. Além disso, é como a identidade do autor.

A cópia do título do texto do outro, mesmo que não intencional, descaracteriza quem escreve depois. A capacidade de cada aluno já foi mostrada. Todos são bons perante aquilo que produzem. A evolução de cada um fica a cargo da percepção do leitor. No entanto, deve ser visto que os alunos devem entender que as críticas servem para apontar o que há de errado, para, assim reparar esses erros. Após a coluna no ombudsman produzido na edição 445ª, dois outros títulos sendo um na edição 453ª e outro na 454ª, apresentaram praticamente a mesma crítica, usando palavras diferentes, mas que remetem ao mesmo significado. Não houve trabalho de checagem do autor do segundo e do terceiro textos para a construção do título, dado que se houvesse a leitura do primeiro, a repetição teria sido evitada.

Para fazer um bom texto é necessária prática. Em A arte de escrever bem, de Dad Squarisi e Arlete Salvador, é apontado logo na introdução que “profissionais da imprensa são forjados na prática. Trabalham com a experiência adquirida ao longo dos anos de atividade”.

Ler os textos do próprio JMP ajudaria os alunos a elaborar títulos coerentes

Além da prática, argumentos e informações precisas, ler o texto do próprio JMP ajudaria os alunos a escrever melhor na crítica, assim como elaborar títulos mais coerentes com aquilo que apresentam no decorrer do texto. Para a jornalista Ana Estela Sousa Pinto, em Jornalismo diário, explica que um texto é melhor quando tem conteúdo. “Redigir um bom texto não é enfileirar bem as palavras nem escolher as mais bonitas. É construir, com fatos, uma informação.” E nada melhor do que ler para entender e ter a capacidade de transmitir a informação correta, sem que haja cópia da ideia de título do colega, pois a partir disso o jornal se torna mais original e deixa de lado a mesmice.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.073 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.