Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #458 - 14/11/2016

Notícia aqui, opinião lá: assim seja

Informar é a característica primária do jornalismo, porém a função tem de ser feita com cautela e sem juízos pessoais

Randy Fusieger
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
Juliano Pinga comanda o programa, que vai ao ar meio dia (Reprodução/Pinga Fogo na TV)

Juliano Pinga comanda o programa, que vai ao ar meio dia
(Reprodução/Pinga Fogo na TV)

O programa Pinga Fogo na TV, apresentado de segunda-feira a sexta-feira ao meio-dia, leva informação à população maringaense desde 1998. Nos primórdios, Benedito Pinga Fogo era o responsável por apresentar o programa e elencar os principais fatos do dia informados no noticiário. Pinga Fogo morreu em 2014 e o programa passou a ser comandado pelo filho dele, Juliano Pinga, como é conhecido. Nos 18 anos de existência do programa, uma característica é pertinente e parece ter sido transmitida de pai para filho: a frequente expressão de opiniões sobre os mais variados assuntos, principalmente sobre aqueles que não precisam de opinião alguma.

É preciso que o programa mude o esquete já cansado e isente o sensacionalismo

O programa atende a um princípio primordial do jornalismo: os valores-notícia. Sempre focado nas notícias da região, procura informar sobre temas que muitas vezes passam despercebidos por outros canais de comunicação, atingindo em cheio uma população que permanece impetuosa à expectativa diária do programa. Ledo engano: é preciso que o programa utilize a abrangência favorável para mudar o esquete já cansado e proporcionar um conteúdo mais enxugado, menos sensacionalista e o principal: isento de opiniões. É inconsequente não analisar a emissão opiniosa do jornalista como desconstrutora de conceitos que devem ser formados pelos espectadores, não ficando a cargo da apresentação sobrepor-se o senso crítico de cada um. Outro ponto que merece atenção no programa é o fato de os repórteres serem chamados pelos apelidos, descredibilizando totalmente a notícia e a relevância do telejornal.

Pierre Bordieu, no livro Sobre a televisão (1997), questiona sobre o papel do jornalista frente à “mentalidade-índice-de-audiência”: perde-se a qualidade do que é informado focando apenas no que gera audiência para a emissora, não considerando a qualidade ou o filtro de informações, apenas se o conteúdo é propício a levar o público a assistir, aumentando números e diminuindo relevância. É o que acontece no Pinga Fogo na TV.

O Código de Ética dos Jornalistas da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) concerne em delimitar os direitos e deveres do jornalista nos mais variados meios de comunicação. O artigo 10º diz que o jornalista não pode “frustrar a manifestação de opiniões divergentes ou impedir o livre debate”. Em discussão no código de ética ou conduta, o caráter do jornalista nunca pode estar à frente da função primordial: informar. Para opinião, existem outros lugares que podem ser ocupados. Não se deve cair na irresponsabilidade de confundir notícias com opiniões, prejudicando um público que, por direito, precisa ser informado. Com qualidade.

Discussão e comentários »

Um comentário | Deixe seu comentário

Tuanny Libanore disse:

Que equívoco! Foi um exagero horrível essa matéria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.133 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Inquieto, procura onde nem sempre imaginam, coisas que nem sempre fazem sentido.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

novembro 2016
S T Q Q S S D
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Mario Quintana George Carlin Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.