Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #470 | 10/11/2017 - Ano XVIII
 
Saúde | Edição #458 - 14/11/2016

Clientela dos salões de beleza ignora os riscos

As mulheres que sempre vão a esses estabelecimentos devem ficar alertas quanto à boa higienização dos instrumentos

Cristiano Almeida
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
Boa higienização garante saúde e sucesso na beleza estética

Boa higienização garante saúde e sucesso na beleza estética
(Imagem / Pixabay)

Ir a um salão de beleza e sair maquiada, com o cabelo arrumado, com as unhas feitas é a realidade de muitas mulheres. Realizar todos os procedimentos que fazem no salão sem levar em consideração os riscos de contrair algumas doenças, é um tanto quanto preocupante.

Ao frequentar um salão de beleza, o mínimo que se deve fazer é, saber se é provido de autoclave, no qual são esterilizados os instrumentos profissionais; estar dentro das normas de exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para, dessa forma, não colocar a saúde dos clientes em risco. Para isso é fundamental a utilização de um equipamento de qualidade, que garanta a efetividade da esterilização, eliminando tais riscos.

Após serem usados pelo profissional, escovas e pentes precisam ser lavados com água e sabão e higienizados.

A dona de casa, Thaísa Daniela da Silva, 27, realiza os procedimentos no salão de beleza, mas não presta atenção nesses detalhes. “Eu as vejo elas tirando os fios presos das escovas, mas nunca vi lavando, então já fui vítima de mal uso de pente e escova”, relata.

Não tinha pensado na
possibilidade de doença, vou
começar a prestar mais atenção

Ao perguntar se ela tinha preocupação quanto a esse mal uso, ela diz que não tinha pensado na possibilidade de doença. “Não me preocupava, agora vou começar a prestar mais atenção a isso,” diz.

A assistente jurídica Jéssica Teixeira da Silva, 23, conta que sempre vai ao salão, mas confia na profissional que faz os cuidados. “Não tenho tempo de ficar levando os meus instrumentos, então uso os do salão mesmo. Eu já tenho afinidade com o profissional e já confio nos instrumentos que ele usa comigo,” diz.

“Eu não tenho muito tempo, faço estágio, estudo e, quando sobra um tempinho, tenho que aproveitar para ir no salão fazer as unhas e uma hidratação,” relata Jessica.

Uma medida a ser tomada, segundo especialistas, é levar os próprios instrumentos estéticos para o salão. É o caso da empresária Karieli Fernanda Villarinho Timóteo, 22, “normalmente eu levo os meus materiais, principalmente o alicate de unha, pois é um instrumento que exige boa higienização para o uso,” relata.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

28.750 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

novembro 2016
S T Q Q S S D
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Mark Twain Cazuza Chico Buarque

enquete

A Feira do Produtor é importante para Maringá?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2016 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.