Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cultura | Edição #452 - 03/10/2016

Filmes dublados mutilam a arte do áudio original

A dublagem arruína características pensadas durante a produção e mesmo assim é a principal escolha entre espectadores

Gabriel Pinheiro
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

O árduo trabalho dos atores, a direção por trás do filme, os diálogos e, consequentemente, o roteiro de forma geral, a mixagem e edição de som (que organizam a lógica sonora). Todos esses elementos estão diretamente relacionados ao áudio das produções cinematográficas. Portanto, todos sofrem alguma alteração durante o processo de dublagem. E por mais bem feita que a dublagem seja, o trabalho realizado nunca alcançará a ideia proposta pelo diretor, roteirista e por aqueles que produziram o filme originalmente.

Além disso, existem elementos linguísticos que funcionam apenas no idioma original (como palavras com duplo sentido), que são praticamente intraduzíveis. Com a legenda o trabalho deve ser complicado nessas situações; com a dublagem mais ainda. Isso pode moldar a opinião do espectador diante de determinado filme. Em uma comédia, por exemplo, certa piada pode ser eficiente em uma versão legendada, mas pode perder toda sua graça em uma cópia dublada.

De acordo com o dublador Guilherme Briggs, em entrevista ao site R7 Entretenimento (em 2011), os dubladores têm apenas acesso às cenas que o próprio personagem participará e não ao filme todo (o que seria o ideal para que o dublador pudesse analisar todo o contexto). Isso, por si só, já enfraquece a dublagem quando comparada ao trabalho realizado pelos atores que estão em contato com todo o longa metragem e com os produtores.

É preciso, no entanto, que filmes dublados devem existir para suprir necessidades de pessoas com baixa escolaridade ou analfabetos, que também merecem o entretenimento proporcionado pelo cinema – não para pessoas que têm preguiça de ler legendas. Porém, de acordo com pesquisa feita pelo Target Group Index, 63% do público nos cinemas pertence às classes A e B; 36% pertencem à classe C; apenas 2% à classe D e E. Ou seja: pessoas da classe alta, geralmente bem escolarizada, são a esmagadora maioria de espectadores nos cinemas.

Exatamente por isso é espantoso ver que a maioria dos filmes exibidos nas salas de cinema em Maringá estão em versões dubladas. O cinema da rede Araújo, no Shopping Avenida Center, é o caso mais explícito: não existem sessões legendadas. Cem por cento da programação é dublada.

É espantoso ver que em Maringá a maioria dos filmes são dublados

Assistindo a filmes dublados, você pode perder os minimamente calculados efeitos sonoros de Invocação do Mal; perder os diálogos maravilhosamente bem escritos de (500) Dias com Ela; perder o perfeito trabalho vocal de Heath Ledger em O Cavaleiro das Trevas. Então, sempre que for ver um filme dublado, tenha plena consciência que estará vendo um filme pela metade.

Cem por cento das sessões do Shopping Avenida Center é dublada  (Imagem/ Reprodução: cinearaujo.com.br)

Cem por cento das sessões do Shopping Avenida Center é dublada
(Imagem/ Reprodução: cinearaujo.com.br)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.155 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Cinéfilo, procrastinador, viciado em refrigerante e gosta é do estrago.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2016
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

galeria de fotos

Chico Buarque Mark Twain Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.