Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cultura | Edição #448 - 05/09/2016

“Histórias inspiradoras precisam ser compartilhadas”

Mesmo com poucos recursos Carina Rocha sempre gostou de aconselhar as pessoas e falar sobre o amor de Deus

Ellen Caroline Corrêa
Estudante de Jornalismo

Comentários
 
Carina Rocha

“Não faço por mim, mas para pessoas serem alcançadas por Deus” (Imagem/Arquivo pessoal)

Em um cantinho apropriado da casa, com uma câmera digital Canon T5i, Carina Rocha, 28 anos, grava e edita às terças e quintas conteúdo para o canal que tem no YouTube. Bem humorada, conselheira e tagarela, ama falar sobre o amor de Deus e relacionamentos nos vídeos.

Atualmente Carina tem mais de 112 mil inscritos no canal, números que somam mais que o dobro de habitantes da cidade em que mora. Cornélio Procópio (163 km de Maringá) tem 48 mil e 551 habitantes conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE) de 2015.

Carina é casada com Marcelo Rocha, tem três gatos e uma cachorra, mas sua “família” é muito maior, pois os inscritos do canal são como uma grande família para ela.

Carina garante que ainda tem muito a aprender e quer ir cada vez mais longe nesse caminho para o qual diz ter sido chamada, que é levar Deus para as pessoas. “Meu maior sonho é um dia saber que consegui mudar a vida de alguém e impactar uma geração, saber que na vida de algumas pessoas pude tornar o mundo delas melhor”, afirma.

O canal tem 121 vídeos. Os envios mais famosos são Tatuagem é pecado?, Quero ser batizado com o Espírito Santo, Tô Carente!, Dicas para saber se o namoro é Deus e Cansei de ser de Deus. Além de youtuber, ela também é blogueira. Por telefone, Carina, com um jeitinho meigo e engraçado, falou ao Jornal Matéria Prima sobre o conteúdo dos vídeos, blog e projetos pessoais.

O canal no YouTube foi criado em 2013, mas o primeiro vídeo foi enviado dia 13 de fevereiro de 2015. De onde surgiu a ideia de ter um canal e o que a incentivou a gravar os vídeos?
Me mudei de Londrina para Cornélio Procópio um pouco antes de me casar, não conhecia muitas pessoas e meu marido resolveu criar um projeto de futebol no bairro próximo à igreja. Eu ficava em casa sozinha e como sempre gostei de ministrar para jovens e adolescentes, resolvi começar o canal, mesmo com poucos recursos, sempre foi meu desejo falar de Deus para as pessoas.

Mesmo com poucos recursos sempre foi meu desejo falar de Deus para as pessoas

Alguns youtubers apagam os primeiros vídeos do canal depois que começam a ter mais visualizações e inscritos. Atualmente você tem mais de 112 mil inscritos, em algum momento já pensou em excluir os primeiros vídeos?
Já sim [risos]. Já pensei muitas vezes em apagar meus primeiros vídeos, mas meu marido não deixa e também vejo como uma evolução, sabe? Dá para ver o quanto eu mudei durante esse tempo. E o melhor é que ainda existem pessoas que são tocadas por aquelas mensagens, então acabo deixando lá.

O blog Carina Rocha é um pouco mais novo que o canal no YouTube. Qual foi o fator decisivo que a levou a criar o blog?
O blog foi criado tempo depois para ajudar nos assuntos abordados, pois os vídeos ficavam longos e para diminuir o tempo sem perder conteúdo resolvi criar o blog.

A internet é um meio muito usado para evangelizar. O canal no YouTube e o blog tem alcançado muitas pessoas, mas antes disso você já realizava outros projetos aconselhando jovens sobre relacionamentos e vida cristã.
Sim, já realizava projetos com jovens e adolescentes. Comecei com crianças, aos 12 anos de idade, e sempre gostei de poder ajudar as pessoas e aconselhar nos momentos difíceis. Tive muitos problemas em relacionamentos na adolescência e não quero que outros cometam os mesmos erros que eu.

Você já pensou em parar de produzir vídeos para o canal e de escrever para o blog?
Sim, já pensei muitas vezes em parar. A correria do dia a dia, muitos compromissos, às vezes dá um certo cansaço, mas o que me motiva a continuar é saber que não faço por mim, mas para pessoas serem alcançadas por Deus.

Você aborda assuntos como namoro cristão de forma bem descontraída e leve, foram baseados no que você viveu?
Alguns sim e outros são baseados nos e-mails e mensagens que recebo das pessoas, pedindo conselhos. Quando tenho muitos do mesmo assunto resolvo abordar o tema. Às vezes ocorre de coincidir com alguma experiência minha.

Das séries/playlists do canal #carinaresponde, #oração, #namorocristão e #temjeito qual você mais gosta de fazer?
Essa é difícil [risos]. Mas gosto de falar mais sobre #oração. É algo que os jovens têm se interessado muito ultimamente e é o que mais gosto de fazer também.

Assuntos como bullying, ansiedade e automutilação também são abordados por você. Em um dos vídeos você fala sobre um projeto muito interessante chamado Projeto Borboleta. Como funciona?
O Projeto Borboleta foi criado pelas próprias pessoas que se cortavam. A regra é desenhar uma borboleta sempre que houver vontade de se cortar e dar a ela o nome de alguém querido. Se a pessoa se cortar a borboleta morre. Não desistir é o segredo. E isso ajuda a pessoa a se libertar aos poucos.

Apesar dos vídeos serem cheios de comentários positivos do público, alguém já criticou?
Nossa recebo muitos comentários negativos. Tenho haters [risos], principalmente no vídeo Cansei de ser de Deus, alguns muitos ofensivos, mas tenho um pensamento comigo: “Importa o que eu sei”. Muitos têm o costume de julgar sem saber o contexto, então importa o que eu sei, o que eu sinto em relação ao que eu tenha feito. E essa determinação e o que faz com que a negatividade não me atinja. Muitos comentários negativos eu não respondo, pois são apenas para criarem polêmicas.

O blog Carina Rocha tem um espaço muito interessante chamado A sua história no blog ele foi criado com que finalidade?
O meu vídeo Cansei de ser de Deus é um pouco sobre a minha história e já passou de 1 milhão e 400 mil visualizações e tem inspirado pessoas. Sei que existem muitas outras histórias que podem ajudar outras pessoas. Então, se um inspirar ao outro teremos uma corrente do bem. Podemos criar laços fortes se um ajudar ao outro. Histórias inspiradoras precisam ser compartilhadas e quero abrir esse espaço.

Para conhecer um pouco mais sobre Carina Rocha acesse o Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCofJMUHV9qrIANbNwBH5bGA e o Blog: http://www.carinarochaoficial.com.br/

No Youtube, Carina Rocha possui mais de 112 mil inscritos (Imagem/ Reprodução)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Apaixonada por gatos e café, amante da escrita, procurando histórias para contar.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2016
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

galeria de fotos

Mario Quintana Mark Twain George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.