Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cultura | Edição #448 - 05/09/2016

Escotismo em Maringá existe desde 2009

Grupo de Escoteiros Novo Horizonte ajuda no desenvolvimento pessoal de crianças e adultos por meio de atividades e desafios

Janaina Teixeira
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Escoteiros na formação inicial para iniciar os desafios do dia (Imagem/  Murilo Lima)

Escoteiros na formação inicial para iniciar os desafios do dia
(Imagem/ Murilo Lima)

“Sempre alerta” “Servir!” e “Melhor possível” são os cumprimentos dos escoteiros. Em Maringá, surgindo com a premissa de dar novas perspectivas para as crianças, o Grupo de Escoteiros Novo Horizonte (Genh) iniciou os projetos em 2009 e prevê o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens de 6 a 21 anos em seis áreas: física, afetiva, caráter, espiritual, intelectual e social. Baseado nas premissas de viver em equipe, em contato com a natureza foram tomando corpo.

Dos 6 aos 10 anos, as crianças são membros dos “Lobinhos”, sendo orientados no processo de socialização da criança e preparados para que, ao atingir a maturidade adequada, continuem na formação na “Tropa Escoteira”, formada por adolescentes de 11 a 14 anos, que saem para acampar e têm atividades repletas de aventuras, aprendendo as técnicas escoteiras e as provando na prática. Após isso, formado por outros grupo dos 15 aos 17 anos, os “Sênior” (meninos) e “Guias” (meninas), que além das aventuras, enfrentam os desafios. A última etapa são “Pioneiros”, escoteiros de 18 a 21 anos, que desempenham todas as funções práticas e teóricas.

 Precisamos entregar um cidadão de fato para a sociedade aos 21 anos

Segundo a bancária Kellen Luciana Souza de Oliveira, diretora executiva do Genh, há uma arrecadação mensal dos voluntário. Eles realizam campanhas e eventos. São divididos entre os escotistas, dirigentes, pais de apoio, presidente e dois suplentes, além da parte administrativa e técnica. “O escotismo prega que precisamos entregar um cidadão de fato para a sociedade aos 21 anos”, disse Kellen. Para isso, os lideres solicitam materiais de formação e ela prepara.

Em conversa com o Jornal Matéria Prima, o líder do grupo “Lobinhos”, Ramon Urzi de Melo, administrador de redes diz que eles usam como base o Livro das selvas a história de Mogli (menino lobo), transmitindo de forma lúdica questões de caráter, convivência, honra e como liderar e ser liderado. “Nossas atividades pretendem ser atraentes, progressivas e variadas. Quando atingem os 10, 11 anos, se tornam escoteiros, o plano de fundo é o crescimento de Mogli, que ‘enjoou’ da selva e quer aprender com os ‘homens’. Essa passagem é o simbolismo do crescimento”.

Ao ser questionada sobre o que é necessário para ser um líder, a atual presidente do Genh, Ana Teresa Bertoncelo, administradora, declara “temos diversos tipos de liderança, todo adulto é chamado de chefe e atua como dirigente, escotista ou somente como pai de apoio”, porém, primeiramente é preciso ser um voluntário no Grupo de Escoteiros. Assim são avaliados os antecedentes e o indivíduo é registrado na União dos Escoteiros do Brasil, mediante conhecimento da vida pessoal, adaptando as necessidades e participando de cursos.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

setembro 2016
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

galeria de fotos

Mario Quintana Cazuza Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.