Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #449 - 12/09/2016

A reinvenção do rádio é o grande desafio

Segundo especialistas, a internet é peça chave no processo de transformação do veículo; novas formas surgem para agregar

Letícia Tristão
Aluna de Jornalismo

Comentários
 

O rádio chegou ao Brasil em 1922, mas foi nos anos 40 que o veículo brilhou. Destacou grandes emissoras, renomados radialistas e conceituados programas, como O Repórter Esso, que noticiava pelas vozes de Heron Domingues, Luís Jatobá e outros. Além disso, originou programas de auditório, como o de Ademar Casé, que lançou jingles conhecidos até hoje. Reinventando-se, o rádio ainda é um dos maiores fornecedores de informação, alcançando 90% da população, de acordo com pesquisa publicada pela Abert (AssociaçãoBrasileira de Emissoras de Rádio e Televisão).

Gabriel Brunini, 20 anos, estudante de jornalismo e produtor na emissora de rádio CBN (Central Brasileira de Notícias), em Maringá, diz que nunca se imaginou no rádio, mas que considera o veículo um grande alicerce para o futuro na profissão. “A vida foi me empurrando para isso e quando percebi, estava no meio, mas eu me surpreendi”, conta. Para Brunini, um dos pontos positivos do rádio é a possibilidade de resposta do público e a interação que sempre acontece, seja por telefone, e-mail ou rede social. Ele diz também que o rádio perdeu força, mas não vai acabar. “A internet não está aí para destruir, está para agregar.”

Francisco Lopis Júnior, 39 anos, formado em administração, trabalha como operador de áudio na RUC FM (Rádio Universitária Cesumar), ouve rádio para se informar e também para se distrair, além de ter visto no veículo um futuro profissional, já que sempre gostou muito de comunicação e da maneira de se fazer rádio. “É muito dinâmico e rápido, leva informação em frações de segundos, admiro isso no rádio”, afirma. Francisco Junior conta que quando vai viajar, ouvir rádio é sagrado. “Gosto de ver até que distância a emissora pega na estrada e ouvir as de outros lugares também, vou monitorando tudo”, brinca.

A gente tem que descobrir como lidar com esses novos formatos e plataformas

Luciana Peña, 45 anos, estudou jornalismo na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e trabalha na CBN Maringá há 15 anos. A jornalista diz gostar das nuances factuais do rádio, além de ter se adaptado facilmente ao texto e linguagem do veículo. Ela conta que a cobertura jornalística de eleições e rebeliões são sempre momentos marcantes. “A gente vive um dia inteiro de notícias com a adrenalina lá no alto.” Segundo a jornalista, as pessoas continuam ouvindo rádio, mas há uma migração para a internet. “Esse é o grande desafio que está sendo tratado por especialistas da área. Acho que o rádio vai continuar, mas o peso da internet é muito grande, a gente tem que descobrir como lidar com esses novos formatos e plataformas”, afirma.

Imagem/ Victor Simião Gabriel Brunini e Luciana Peña produzindo para CBN Maringá

Imagem/ Victor Simião
Gabriel Brunini e Luciana Peña produzindo para CBN Maringá

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.244 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Amante de romances literários, ela sente a textura do dia e observa mais do que diz

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2016
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.