Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #446 - 15/08/2016

Judô é esperança para moradores do Parque Industrial

Com ensinamentos que vão além da arte marcial, instituto aposta na melhoria do convívio social para crianças do bairro

Randy Fusieger
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
No Parque do Japão, as crianças lutam e aprendem princípios (Imagem/Denise Campos)

No Parque do Japão, as crianças lutam e aprendem princípios
(Imagem/Denise Campos)

O Instituto Mirai Kodokan leva disciplina, conhecimento e técnicas de aprendizado para crianças, adolescentes e adultos que encontram no judô uma forma de driblar as dificuldades. Fundado em 15 de junho de 2007, o projeto social tem sede no Jardim Aclimação, zona leste de Maringá. O fundador, Takahiro Fujisaki, acreditou no potencial do projeto e o expandiu: o instituto leva gratuitamente o judô para crianças do Parque Industrial, na zona sul, com encontros semanais no Parque do Japão. O projeto já recebeu mais de 6.000 crianças desde a fundação. Atualmente, 300 delas participam das atividades, divididas em turmas de, em média, 40 alunos.

Kenzo Fujisaki, 17, filho do fundador, conta que a ideia de criar o instituto surgiu desde quando o pai retornou do Japão. “O treinador de lá disse que se fosse para repassar ensinamentos, que fosse o judô puro. Em todas as aulas do meu pai, ele passa 15, 20 minutos falando sobre moral, ética e o respeito aos mais velhos e mais novos”, conta. Ele revela também a importância da disciplina fora do tatame para haver a permanência no projeto. “Além dos encontros aqui, as crianças são analisadas socialmente. Boas notas, respeito aos pais e ajuda ao próximo são alguns critérios que usamos para promover o cidadão”, explica. A expansão para atender o Parque Industrial partiu de um acordo entre a prefeitura e o instituto. “O interesse foi de ambos. Pensamos que as crianças daquela região poderiam ser beneficiadas com o projeto e utilizamos o Ginásio de Artes Marciais.”

Com o projeto, a única certeza que temos é que podemos fechar uma penitenciária

E é lá que a operadora de call center Denise Romão Campos, 50, acompanha o filho João Francisco, 7. Ela, que também é judoca, orgulha-se daquilo que ele aprendeu até agora. “João Francisco é uma criança altruísta, acolhedora. No judô, aprendeu a ceder, compartilhar e ajudar o próximo”, conta. O menino ingressou no esporte antes mesmo da idade ideal para início. “Ele iniciou na modalidade aos 4 anos. A idade ideal é entre 7 e 8, mas como praticamente nasceu no tatame, era totalmente familiarizado com o esporte”, brinca a mãe. Denise reforça a importância de projetos sociais como esse. “Tudo é transmitido com segurança e transparência. Com o projeto, a única certeza que temos é que podemos fechar uma penitenciária”, orgulha-se.

Já o estudante Giovani Agostini, 18, participa há três anos do projeto. Ele conta que o conhecimento recebido é algo extremamente valioso. “É como se fosse uma escada. A gente recebe lá de cima e vai repassando para os demais”, revela. Agostini tenta classificar o projeto. “De zero a dez? Dez. Não tem o que dizer, o sensei [instrutor de artes marciais] Fujisaki passando o conhecimento que tem para a gente, não tem como reclamar”, diz.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.240 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Inquieto, procura onde nem sempre imaginam, coisas que nem sempre fazem sentido.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

agosto 2016
S T Q Q S S D
« jun   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.