Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Política | Edição #447 - 29/08/2016

Jovens estão mais atuantes na política

A forte participação das novas gerações no espaço público mostra uma juventude mais politizada e dá novo folego ao tema

Amanda Domingues
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Historicamente, o brasileiro foi induzido a ter comportamento passivo em relação à política. Vota-se de dois em dois anos e os políticos seguem fazendo conspirações e negociatas, não dando à a população a dimensão da própria influência e gerando uma despolitização da sociedade.

As Jornadas de Junho, em 2013, são o ponto de partida para a constatação de que a política é para os jovens. Segundo a Folha de S. Paulo, dos manifestantes paulistas no dia 17 de junho, 84% não tinham preferência partidária; 71% participavam pela primeira vez de um protesto e 53% tinham menos de 25 anos. Os jovens, que não se viam representado pelos políticos, baniram em grande parte os partidos que quiseram se promover ou liderar as manifestações.

Jovens de São Paulo manifestando-se em 17 de junho de 2013 (Imagem/Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Jovens de São Paulo manifestando-se em 17 de junho de 2013 (Imagem/Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em conversa com o Jornal Matéria Prima, o economista formado na UEM (Universidade Estadual de Mariná) e estudante de política Felipe Carvalho Araújo destaca a importância das manifestações de junho. “Seja pela esquerda ou pela direita, serão lembradas na história como um ponto de inflexão na política brasileira, tendo a juventude como um dos principais protagonistas. E como tudo o que é novo é estranho aos olhos, ainda temos muito trabalho na reorganização dessa estrutura política que conflita o velho com o novo”, diz.

Para o professor de sociologia Tiago Valenciano os jovens se integraram mais na política a partir das redes sociais, usando o espaço de entretenimento para discussão e participação política. “Principalmente o Facebook, mas também outras formas de integração online, como o WhatsApp, Instagram, Snapchat que são comunicações instantâneas”, diz. Segundo ele, a disputa entre direita e esquerda tornou possível que o jovem se posicionasse politicamente. “A crítica se dá na forma passiva que o jovem participa, pois é quase um militante online.” Valenciano pontua que o jovem só se movimenta acerca do assunto quando precisa. “No mais, fica na militância, mas não se engaja politicamente nas campanhas e não participa politicamente de maneira ativa no país”, afirma.

Temos que reorganizar essa estrutura política que conflita o velho com o novo

Matheus Ferreira, servidor público estadual, especializado em ciências públicas, observa, porém, que o jovem vê a política de maneira essencial. “Um dos maiores efeitos na política é que conseguiram uma outra chance de fazerem uma graduação. O Prouni [Programa Universidade para Todos] entra como essa nova chance. Eles [os jovens] veem na política uma oportunidade para mudar o futuro, uma esperança de tornar o nosso país melhor”, diz. Ferreira concorda que o jovem precisa entender mais a política e participar mais de maneira ativa para ter uma país melhor para viver.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.244 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

agosto 2016
S T Q Q S S D
« jun   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

galeria de fotos

Mario Quintana Chico Buarque Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.