Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Tecnologia | Edição #444 - 27/06/2016

Redes sociais e o crime como espetáculo

Ao mesmo tempo em que favorecem a comunicação, mídias sociais são usadas para divulgar e espetacularizar a transgressão

Priscilla Garcia
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Muitos criminosos utilizam as redes para expor e se vangloriar por crimes
(Montagem/ Priscilla Garcia)

Não há mais dúvidas sobre a utilidade das redes sociais na vida do ser humano. Sempre em evolução e cuidadosamente idealizadas, as redes sociais têm como principais objetivos a comunicação, a aproximação de indivíduos, de empresas com o público em potencial e o compartilhamento de interesses, ideias e fatos. No Brasil, dos 83,4 milhões de usuários de Internet, 90,8% acessam as redes sociais, segundo dados do TIC Domicílios. Porém, as facilidades encontradas nessas estruturas levam à fuga dos objetivos principais e as tornam uma forma de espetacularização.

Segundo o escritor francês Guy Debord (1967) é como se toda “a vida das sociedades [...] apresentasse como uma imensa acumulação de espetáculos. Tudo o que era vivido diretamente tornou-se uma representação através das imagens”.

Os seres humanos abdicam da dura realidade dos acontecimentos da vida real e passam a viver num mundo movido por aparências. Com a era das redes sociais, o conceito de “Sociedade do Espetáculo” difundido por Debord, torna-se ainda mais atual. O exibicionismo, a ostentação e a exposição por meio de imagens é algo que se torna a cada dia mais comum.

Logicamente, não são as redes sociais o problema, mas sem dúvida nenhuma, quando divulgamos algo nas mídias digitais perdemos o controle sobre esse conteúdo.

Hoje, percebemos que qualquer pessoa pode registrar algo e postar em redes sociais. Com isso, muitos criminosos têm usado a internet para espetacularizar o crime. Hoje podemos perceber que é cada vez mais comum pessoas registrarem fatos criminosos e compartilharem essa situação com amigos, seguidores e com o público em geral.

É cada vez mais comum pessoas registrarem fatos criminosos e postarem nas redes sociais

Dentro dos episódios mostrados praticamente no mesmo momento em que aconteciam, podemos destacar o registro de um assassinato. Como forma de impressionar os grupos rivais pela disputa no tráfico de drogas, os assassinos gravaram e divulgaram em redes sociais, com o próprio celular da vítima, a decapitação dela.

Em maio deste ano, a sociedade brasileira assistiu e se mobilizou contra o estupro coletivo de uma adolescente carioca. Sem entrar no mérito do acontecimento, esses fatos só tomaram a devida proporção em função da publicidade feita via rede social por um dos criminosos.

É fundamental que as pessoas saibam fazer uma boa utilização das redes sociais, pois já se registram ocorrências de investigações criminais pela postagem de fotos, vídeos e até mesmo de curtidas em publicações de “amigos”. Tudo o que você faz e posta em rede social, pode ser usado contra você a qualquer momento pelo Estado em favor de processos criminais.

Hoje existem profissionais especializados em localizar e provar quem cometeu e expôs crimes via redes sociais. Por isso, seja responsável por todos os comentários que publica. Mesmo que se arrependa e apague o que escreveu tudo fica registrado. É sempre importante ter em mente que, em tempos de tecnologia digital, o arrependimento é muito mais complexo do que parece e nem sempre é possível ser concretizado.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.155 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Feliz por natureza! Grata a DEUS por tudo que conquistei e ainda vou conquistar! Sonhadora e futura jornalista.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

junho 2016
S T Q Q S S D
« mai   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

galeria de fotos

Mario Quintana Mark Twain Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.