Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #433 - 11/04/2016

Transporte superlotado causa transtornos

A superlotação poderia ser resolvida aumentando a frequência da frota de ônibus, segundo mestre em Engenharia Urbana

Lucas Martinez
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
Para urbanista, o planejamento em Maringá prioriza o carro (Imagem/Lucas Martinez)

Para urbanista, o planejamento em Maringá prioriza o carro
(Imagem/Lucas Martinez)

Em Maringá, a ocorrência de casos de lotação e superlotação no transporte coletivo vem causando transtornos aos universitários que utilizam o serviço. As reclamações são sempre as mesmas e vão desde a dificuldade de entrar nos ônibus, que chegam aos pontos já lotados, até os riscos de acontecerem acidentes no interior dos veículos. Como nem todos usam o transporte sentados, uma freada brusca pode levar muitos ao chão.

De acordo com o gerente administrativo da Secretaria de Trânsito e Segurança de Maringá (Setrans), Antonio Bernardes, o transporte coletivo de Maringá “não tem superlotação, e sim, na maioria das vezes, lotação”. Ele afirma que o relatório recebido pela Setrans mostra que a quantidade de pessoas que utilizam o transporte ao mesmo tempo está dentro do tolerável. Segundo o gerente, o foco da atual gestão, no que se refere ao transporte público, é a “construção já iniciada de um corredor exclusivo para transporte coletivo na avenida Morangueira”, que possivelmente diminuiria de 10 a 15 minutos de rota.

Já o estudante do curso de Direito do Centro Universitário Cesumar (UniCesumar) William Lombardi, 19, que utiliza diariamente esse meio de transporte para ir à instituição, diz que a superlotação é cotidiana. “A 324, uma linha universitária, em horários de pico, está superlotada todos os dias”, aponta. Para ele, um investimento público nessa área e a cobrança desses incentivos pela população seriam soluções para melhorar o serviço.

Segundo Thiago Botion Neri, arquiteto e urbanista, professor e mestre em Engenharia Urbana pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), a superlotação poderia ser resolvida “aumentando a frequência, ou seja, a quantidade de ônibus que passam em um mesmo ponto, em horários de pico, principalmente”.

Conhecer as vantagens faria com que as pessoas cobrassem mais do governo

Neri também faz uma crítica ao atual planejamento dos municípios em geral, inclusive de Maringá. “Há mais de 40 anos, todo o planejamento de transporte tem se desenvolvido no carro como principal ator”, diz ele. “Essa cultura antiga [do veículo individual] é a que prevalece até hoje.” O professor aponta que dentro dos carros de passeio que estão trafegando há 1,2 pessoas por veículo, dado que mostra um número muito pequeno por unidade para o grande espaço que essa frota ocupa.

Segundo ele, conhecer as vantagens de utilizar o transporte coletivo ou cicloviário faria com que as pessoas cobrassem mais do governo. “O conhecimento e a educação, com campanhas e modelos de outras cidades a serem seguidos, seriam formas de mostrar às pessoas os benefícios de optar por essas alternativas”, afirma o arquiteto.

Discussão e comentários »

Um comentário | Deixe seu comentário

Joel Silva disse:

Temos, por um lado, uma esmagadora maioria entre os governantes que não está nem aí para o transporte público. Mas também temos, do outro lado, uma população que aguenta calada porquê passa a longa viagem sonhando em quando terá o próprio carro e se livrará do “busão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.126 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Aspirante a fotógrafo, chocólatra e corrijo erros de português mentalmente.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2016
S T Q Q S S D
« nov   mai »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

galeria de fotos

Mark Twain Chico Buarque Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.