Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #433 - 11/04/2016

Igreja realiza doação para a Casa do Oleiro

Há seis meses, instituição batista realiza repasse de leite para jovens que lutam contra a dependência química

Ellen Caroline Corrêa
Estudante de Jornalismo

Comentários
 

Pastora Aúrea junto com alguns moradores da Casa do Oleiro (Imagem/Ellen Caroline Corrêa)

“Cuidando com amor” é mais que um lema, é a prática diária dos membros da Igreja Batista da Graça, do bairro Borba Gato, zona sul de Maringá. Frequentemente eles doam litros de leite para ajudar o Cerco (Centro de Recuperação Casa do Oleiro de Maringá), uma instituição não governamental que trata de homens dependentes químicos com mais de 18 anos.

Pastor Flávio Cardoso, 39 anos, formado em Teologia pelo Centro Universitário Cesumar (Unicesumar), líder da instituição, disse que um dos motivos que levaram a Igreja doar leite para o Cerco foi porque a entidade não tinha condições de comprar. No projeto social, são entre 10 a 15 pessoas que doam de 40 a 60 litros de leite por mês.

A administradora do Centro de Recuperação Casa do Oleiro, pastora Áurea Nazaré de Souza, 72 anos, ajuda as pessoas que precisam. São mais de 30 anos ajudando dependentes químicos. Por mês são gastos mais de R$ 25 mil, segundo ela. “São de grande importância as doações para instituição, pois o Cerco vive de contribuições, sejam em dinheiro, comida, roupas ou uma palavra de motivação para as pessoas que estão se recuperando na casa.”

Atualmente 20 homens são beneficiados com as doações feitas para a instituição. Pessoas como Ronaldo de Souza, 39 anos, que entrou no mundo do álcool por curiosidade e, quando viu, não conseguia viver mais sem a bebida. Faz três meses que ele esta na Casa do Oleiro. Hoje, ele cuida do jardim da casa. Quando sair de lá diz que quer fazer parte do grupo de pessoas que ajudam o centro de recuperação. Para ele, a instituição necessita de muita contribuição. “O essencial é não se esquecer de ajudar a obra.”

Gosto muito do lugar, não importa aonde eu vá, meu coração sempre ficará aqui

Ronaldo Albuquerque da Silva, 43 anos, foi apresentado às drogas pelos amigos aos 18 anos. Viciou-se em maconha e cocaína e faz oito meses que esta no Cerco. Lá ele toca bateria e é líder do louvor. “Gosto muito do lugar, não importa aonde eu vá, meu coração sempre ficará aqui. Quando sair quero ajudar, doando dinheiro e dando uma palavra de motivação.”

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.126 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Apaixonada por gatos e café, amante da escrita, procurando histórias para contar.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2016
S T Q Q S S D
« nov   mai »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

galeria de fotos

Mark Twain Cazuza Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.