Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #432 - 23/11/2015

Pensamentos de uma mente em devaneios

Nesse ano aprendi muito; mo texto não sigo a pauta, ou sigo? não sei, apenas escrevi, é confuso mesmo...

Gabriel Brunini
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Então (esfrega as mãos  e coça a pseudo barba), tudo bem? (mexe no cabelo que já desconhece a definição de tesoura). Hoje vou ter que escrever sobre mim, e se tem uma coisa (coisa é cu de cachorro Brunini, muda isso. Ass: Rosane. Beijocas) que me incomoda é escrever sobre mim, acho isso um tanto narcisista. Pois é, não vai ser fácil terminar esta crônica.

o que mais tenho são devaneios exclusivos da minha mente (Foto: Gabriel Brunini)

o que mais renho são devaneios exclusivos da minha mente
(Foto: Gabriel Brunini)

Minha vida não tem uma reviravolta  exemplar ou uma lição de moral. Ela é apenas comum. Não vivi muito ainda,  19 anos e o que mais tenho são devaneios  exclusivos da minha mente. Neles me afogo durante o dia e deveras perdendo a linha de raciocínio. Por exemplo, isto era para ser uma crônica sobre meu ano, e cá estamos , vocês lendo e eu divagando (coça a alergia da perna esquerda).

Temos que nos apegar ao menos raio de luz para subir novamente

2015 foi um ano confuso, muntos sentimentos e descobertas, não em relação à faculdade, não

mesmo. Ela se mostrou decepcionante em comparação ao ano passado (desculpa mãe, mas essa é a realidade). O que aprendi foi em relação a mim mesmo e à vida. Comecei o ano em euforia , subindo sem me preocupar com uma possível queda (percebe que continua coçando a alergia e para), a qual, evidentemente, foi inevitável. No meio do ano percebi que meu trabalho se resumia a engolir sapos e até mesmo fui induzido a agir contra a lei (narinas se dilatam e coça a bochecha com um semblante nervoso), mas como desgraça pouca é bobagem, outro assuntos de cunho pessoal afetaram minha saúde, resultando em três dias sem comida. Mas essa é a vida, certo? (gesticula). Temos que nos apegar ao menos raio de luz para subir novamente, e foi isso que tentei fazer (gesticula).

Sempre fui uma pessoa otimista (gesticula), e depois de um mês de junho tenebroso, comecei a dar mais atenção para mim. Com isso, aprendi muito. De lá pra cá tenho andado distraído (gesticula), impaciente e indeciso e ainda estou confuso, mas agora é diferente (gesticula) estou tranquilo e tão contente. No meio do ano me fiz em mil pedações (gesticula e esboça um sorriso fino e quase imperceptível), mas desta vez não esperei ninguém para juntar, tenho andado com as próprias pernas e reparado nos pequenos detalhes da vida. Ok, no final não foi difícil fazer esta crônica…

PS: Odeio textos motivacionais, espero que este não fique muito parecido com um.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.827 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Lindo, alto, magro e humilde. Né mãe?

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

novembro 2015
S T Q Q S S D
« out   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Mario Quintana George Carlin Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.