Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #432 - 23/11/2015

Assim como O Doutor, o ano acaba e se regenera

Os anos são como os Senhores do Tempo, não morrem, apenas mudam de aparência e personalidade, mas os anos não têm Tardis

Lucas Schimmack
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

A minha jornada no JMP está acabando. Este é o último texto que escrevo aqui. O último título, os últimos parágrafos, as últimas palavras, as últimas letras, os últimos acentos. É hora de dizer adeus (ou melhor, até mais). E como todo clichê de fim de ano, é tempo de lembrar o que aconteceu.

É como entrar na Tardis (a maquina do tempo que usamos com O Doutor), é maior por dentro do que por fora. Parece que o ano foi tão rápido quanto o Papa-Léguas (e foi mesmo). Entretanto, as lembranças são tantas que algumas nem parecem deste ano. Lembro do primeiro dia de aula, cheguei na sala acreditando que só havia colegas lá dentro e dei um tapa na porta para fazer barulho (até hoje a professora diz que sou barulhento).

Para completar minha, nada manchada (leia com o tom mais irônico possível) reputação, não escrevi para a 410ª edição do JMP (a primeira deste ano). Restou dedicar-me ao máximo em todas as outras 10 edições que escrevi. Aliás, histórias muito boas como a do seo Rui, do Jardim Vitória, ou a do Buracão, onde, na infância, aprendi a jogar bola.

Os artigos e críticas poderiam ter sido melhores, é verdade, e também poderia ter tido temas variados, contudo, a incerteza de fazer algo não relacionado a esporte ajudou para que os textos a ficarem redundantes (não muito, mas ficaram).

Tudo que passou em 2015 fica na memória, não mais como este ano, e sim como ano passado

E as crônicas? Ah, como amo esse gênero. Motivado a querer ser aspirante a Nelson Rodrigues, tentei dar o melhor de mim (detalhe, nunca serei como Nelson, jamais me compararei a ele, logo serei aspirante durante toda minha vida). Gostei de escrever todas. A do rádio, a do pneu, a que não sei definir, a do aniversário (a que mais gostei) e esta.

Então é isso, não há mais o que falar, nem escrever. Tudo que passou em 2015 fica na memória, não mais como este ano, e sim como ano passado. Assim como os Senhores do Tempo, os anos não morrem, apenas mudam de aparência e personalidade, entretanto, os anos não têm Tardis.

Imagem meramente ilustrativa; Que a Força esteja com vocês (Foto: Gabriel Brunini)

Imagem meramente ilustrativa; Que a Força esteja com vocês (Foto: Gabriel Brunini)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.825 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Fã de esportes, árbitro de sofá convicto de certeza

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

novembro 2015
S T Q Q S S D
« out   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Mark Twain Mario Quintana Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.