Esporte | Edição #427 - 05/10/2015

Grupo de torcida do Corinthians festeja 10 anos

Juntos desde 2005, corintianos de Maringá comemoram a união e iniciativa do movimento e relembram as dificuldades

Thainara Cruz
Aluna de Jornalismo

Torcida Fiel Maringá reunida na sede para assistir aos jogos (Foto: Arquivo particular/ Torcida Fiel Maringá)

Torcida Fiel Maringá reunida na sede para assistir aos jogos (Foto: Arquivo particular/ Torcida Fiel Maringá)

A Torcida Fiel Maringá surgiu em 2005, quando o Paraná Clube, de Curitiba, mandou alguns jogos para a região maringaense. A partir disso, Júnior Rodrigues Lúcio, 36, um dos fundadores e também conselheiro da Torcida Fiel Maringá, foi até o Estádio Willie Davids e viu o time do coração ser derrotado por 3 a 0 pela Copa do Brasil.

Após esse episódio, Júnior e o amigo, Marcos José Alves da Silva, 35, decidiram fazer algo diferente para unir a torcida corintiana de Maringá. Foi então que eles entram em contato com a Fiel Curitiba para assistir o jogo entre Corinthians e Paraná Cube em Maringá. A Fiel Curitiba aceitou e eles assistiram o Timão ganhar por 3 a 2.

Não tinha faixa, não tinha camisa, não tinha nada, só havia a vontade de ver o Coringão

Nesse mesmo dia a galera sai para comemorar a vitória do time alvinegro, e então a Fiel Curitiba questiona o motivo de Maringá não ter um movimento para assistir a jogos juntos, viajar e afins, já que a cidade contava com muitos corintianos.

Após esse dia, Lúcio sem pretensão alguma, sintonizou o rádio para ouvir as notícias da festa da Gaviões da Fiel que estava acontecendo em São Paulo. Foi quando ele mandou um recado para o locutor e depois de alguns minutos obteve  resposta.

“O locutor falou: Júnior e Rogério (outro ouvinte de Maringá) vocês são da mesma cidade, por que não montam um movimento e ano que vem vocês vem comemorar aqui?”, contou Lúcio.

A partir disso, ele mandou e-mail para o Rogério Sibro de Almeida, 27, e após muita conversa os dois decidiram se encontrar para assistir a um jogo do Coringão. Assim começaram a se denominar como Fiel Maringá. “Não tinha faixa, não tinha camisa, não tinha nada, só existia vontade de assistir aos jogos juntos e acompanhar o Coringão”, relembrou Lúcio.

Em 2006, o Corinthians vem jogar novamente em Maringá para enfrentar o Paraná Clube. Por meio das redes sociais, na época, a Fiel Maringá começou a convidar as pessoas para assistir aos jogos juntos. A partir daí, surgiram mais torcedores que começaram a se reunir em bares e na casa da galera para assistir aos jogos do Timão.

Em 2012, a Fiel Maringá sentiu a necessidade de ter uma diretoria e uma sede, atualmente localizada na região leste da cidade, na Praça Juiz Fernando Vieira, no Jardim Liberdade.

A Fiel Maringá ficou tão conhecida por aqui que até Felipe Perini de Almeida, 25, gerente de concessionária em Nova York, quis assistir a um jogo do Corinthians na sede. O primeiro jogo dele foi Corinthians contra o Internacional e assistiu ao Timão ser derrotado por 2 a 1. “Todos foram amigáveis, foi um clima bastante agradável, comemoramos o gol, mas depois acabamos perdendo”, contou Almeida.

Hemerson Felipe Cruz Alves Cantor, 20, é sócio da Torcida Fiel há três meses, porém já frequenta a sede há mais de seis meses. “Comecei a frequentar a sede depois que vi a página da Torcida Fiel no Facebook. Adicionei o José Rodolfo, que é o presidente de lá e ele me convidou para eu visitar o local e assistir aos jogos. Aceitei e virei sócio”, disse Cantor.


Artigo impresso de Jornal Matéria Prima:
http://www.jornalmateriaprima.com.br

Endereço para o artigo:
http://www.jornalmateriaprima.com.br/2015/10/grupo-de-torcida-do-corinthians-festeja-10-anos/

© 2017 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.