Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia / Política | Edição #424 - 08/09/2015

Todos são iguais perante as leis, mas nem tanto

A prepotência da mídia é tanta que, em prol de ambições políticas, nem a Constituição federal é respeitada

Rafael Donadio
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
Para a mídia, todos indivíduos são diferentes perante a lei (Fotomontagem: Rafael Donadio)

Para a mídia, todos indivíduos são diferentes perante a lei (Fotomontagem: Rafael Donadio)

Segundo o artigo 5º da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, todo brasileiro e estrangeiro que mora no País é igual perante a lei, “sem distinção de qualquer natureza”. Mas, para algumas empresas jornalísticas, a prepotência chega a tal ponto que, sentem-se, também, no direito de passar por cima de normas constitucionais para garantir a proteção de grupos que as mantêm política e financeiramente.

Casos que exemplifiquem tais situações podem ser encontrados em quaisquer manchetes de prisões de “traficantes” e “jovens de classe média”, detidos com 10 e 300 quilos de maconha, respectivamente. Ou, ainda, quando um médico é morto a facadas na mesma cidade em que dezenas de pessoas são assassinadas da mesma forma, toda semana.

Em todo caso, essa distinção fica mais clara quando os personagens da reportagem são o empresário Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, 59, filho do famoso cirurgião Ivo Pitanguy, e o operário José Ferreira da Silva, 44, funcionário das obras do metrô do Rio de Janeiro.

Pois foi exatamente o que aconteceu no último dia 20. O empresário Pitanguy (com 70 multas, sendo 14 por embriaguez ao volante, e 240 pontos na carteira) estava bêbado e atropelou Ferreira da Silva, que voltava para casa após um dia de trabalho.

Mas quais seriam as prováveis manchetes caso um cidadão qualquer, alcoolizado e com a carteira vencida, tivesse atropelado e matado um trabalhador que voltava para casa em um dia normal da semana? Algo como “Homem alcoolizado e com carteira suspensa atropela e mata operário”, talvez?

Basta fazer o básico e informar a população de forma correta

A manchete do Portal G1 produzida para o episódio foi: Homem morre após ser atropelado na Zona Sul do Rio. O texto informa apenas que Pitanguy perdeu o controle do carro e atingiu o operário. Noticiou também que este havia morrido no hospital e aquele, até o momento, estava inconsciente e hospitalizado.

Mais uma vez o jornalismo escroto, junto ao sistema judiciário falho do Brasil, distingue, sem o mínimo de vergonha na cara, os “poderosos” do mero cidadão. Assim como Thor Batista, filho do milionário Eike Batista, que, enquanto passeava com carro importado a 135 km/h, atropelou e matou um ciclista, o filho embriagado do cirurgião foi solto. E, claro, nada mais foi comentado na grande mídia tupiniquim.

Para episódios como esse, não são necessárias discussões filosóficas ou opiniões de grandes estudiosos da comunicação. Basta fazer o básico do jornalismo e informar a população da mesma forma que informaria qualquer outro acidente absurdo como o do último dia 20.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.240 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Usuário de música. Careca de saber que não sabe de nada

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2015
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.