Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #426 - 21/09/2015

Sensacionalismo vira valor notícia na web

Site maringaense explora fotos com conteúdos que buscam atrair o público com o objetivo único de causar impacto

Matheus Torrezan
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
Casos apresentados no texto dentro do site André Almenara

Casos apresentados no texto dentro do site André Almenara (Imagem: Reprodução)

O site homônimo do jornalista André Almenara tem por objetivo informar os leitores sobre notícias de Maringá e região. A partir disso, é possível perceber em algumas reportagens a existência de fotos que expõem situações apelativas, típicas do sensacionalismo.

Um exemplo claro disso ocorreu na reportagem Tragédia em Paiçandu – Homem mata a ex-namorada e depois dispara tiro na cabeça e morre. No texto, ele relata que um homem matou a ex-namorada e depois disparou tiro na própria cabeça e morreu. A foto principal é da mulher e do homem ensanguentados e estirados no chão, com panos sobre os corpos.

Segundo o Novo Dicionário da Língua Portuguesa (1986), de Aurélio Holanda Ferreira, sensacionalismo é “divulgação e exploração, em tom espalhafatoso, de matéria capaz de emocionar ou escandalizar”.

O site Observatório da Imprensa destaca no texto “O sensacionalismo é a alma do negócio”, de Joel Felipe Guindani e Éderson Silva, que ”o jornalismo sensacionalista induz à prática de novos crimes, pois ao hiper-escancarar a face do criminoso e do episódio também banaliza os fenômenos da criminalidade”.

Não é difícil encontrar uma foto que represente o título de alguma reportagem com conteúdo sensacionalista. Outro exemplo que pode ser apresentado  no site de Almenara é da reportagem Mulher de 55 anos morre em acidente de moto na cidade de Sarandi. É possível perceber nas imagens utilizadas para registrar o acontecimento que a mulher está no chão, toda ensanguentada, em cima de uma maca,  utilizada pela emergência.

Nesses e em outros casos é possível notar na parte inferior do site, onde está a galeria de fotos, que existe mais conteúdo ligado ao sensacionalismo. Também é possível notar que em alguns casos estão em exposição fotos dos acontecimentos que mostram inclusive o rosto da vítima.

Sensacionalismo é o caminho mais rápido para conseguir audiência, mas deve ser evitado

Para o jornalista e pesquisador do fotojornalismo Paulo Cesar Boni, professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), “acima da lei, existem a ética, a preservação de valores e a reação dos leitores do veículo de comunicação. Acima da lei, em termos de resultados e não de legislação. Ao publicar uma fotografia de acidente, que seja chocante, o veículo estará faltando com a ética, ignorando a importância de valores para a organização da sociedade, e desrespeitando seus leitores”.

Sensacionalismo pode até ser o caminho mais rápido para conseguir audiência mas, no jornalismo, deve ser evitado, pois não se sabe quem está do outro lado acompanhando aquela notícia. Além disso, cabe aos jornalistas entenderem que esse tipo de conduta pode levar à prática de novos crimes.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.839 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Único e exclusivo. Gosto de comédia, mas sem muito palavrão

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2015
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Cazuza Chico Buarque George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.