Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #424 - 08/09/2015

Ele e o primeiro amor não correspondido

Do ensino médio floresceu, sem ele saber, mas ela não correspondeu e ele acabou ficando na friendzone

Matheus Torrezan
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
06_09_2015_22_44_25

Foto: Matheus Torrezan

Tudo começou no primeiro mês do ano letivo em outra escola, com pessoas diferentes, e foi durante todo o ensino médio. Ao passar os dias foi conhecendo o pessoal e, assim, ganhando mais confiança.

Nessa época em que tudo era novo, ele a conheceu, o seu grande amor do ensino médio. Não acreditava que o sentimento duraria. Foi com contatos pequenos que eles começaram a se aproximar, ela se sentava na carteira ao lado.

Todos os dias se cumprimentavam. Papo vai, papo vem, acabaram criando  certa intimidade. Com os dias, as brincadeiras entre os dois ganharam intimidade. Ela começou a desenhar corações com as mãos e ele, já apaixonado, retribuía.

Nesse tempo ela namorava, mas ele torcia para que um dia ela pudesse esquecer do outro. Todos os dias acontecia algo diferente e ele se apaixonava cada vez mais por ela.

Os fins de semana não eram mais os mesmos, pois ele não a via mais ela. Já a segunda-feira era sinônimo de alegria, pois ele sabia que iria reencontrar-la. Assim, eles estavam sempre juntos, para todos os lados. Ele até virou o melhor amigo dela. Confidenciava-lhe segredos, até quando ficava com alguém, isso após ela ter deixado o namorado. Ela nem imaginava que alguns comentários que fazia sobre outros rapazes deixavam triste. Mas ele, persistente, nunca desistiu, mesmo após ela ter reatado com o ex.

A família dela o adorava. Passava tardes na casa dela, onde os dois tomavam tereré, almoçavam e até jantavam. Porém um dia ele resolveu se declarar. Mandou mensagem, e ela respondeu, “melhor continuarmos amigos”, para a infelicidade dele.

Isso foi um grande balde de água fria, mas ele pensava, como esquecer-la, vendo-a todos os dias na sala. Para ele não foi fácil, mas também não desistiu. Em uma viagem com a família, ele a convidou e ela aceitou. Mais uma vez  nada aconteceu.

Em um certo dia, houve uma excursão da escola para Maringá. Foi quando ele mais investiu nela. A data estava próxima do Dia dos Namorados. Ele passou na loja de chocolates e avistou uma rosa com um bombom trufado dentro. Comprou e levou para o ônibus. Chegando lá, entregou para ela, que agradeceu toda tímida, e assim foi a viagem. Ela apenas disse que adorou e mais nada.

Como tudo na vida passa, o amor dele por ela  passou, mas ele nunca a esqueceu

Ela guarda até hoje a rosa em sua casa, mas depois desse dia,  foi se afastando pouco a pouco dela. No ano seguinte, trocou de escola. E foi assim que conseguiu esquecer dela. Como tudo na vida passa, o amor dele por ela também passou, mas ele nunca esqueceu que ela foi o primeiro amor não correspondido.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.839 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Único e exclusivo. Gosto de comédia, mas sem muito palavrão

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2015
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Chico Buarque Mario Quintana Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.