Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #425 - 14/09/2015

Casa de pioneiro abriga escola infantil

A antiga moradia do ex-secretário de Agricultura Aníbal Bianchini da Rocha abriga agora um sonho do pioneiro

Gabriel Brunini
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

 

foto criançaÉ difícil passar pela praça Pio XII, ou melhor, Morro das Antenas, como os maringaenses preferem chamar, e não ficar de olho na casa enorme que lá se encontra. Com a aparência aconchegante e um brasão escrito “I-mesa” a casa carrega anos de história nas “costas”, sendo antiga moradia de um famoso pioneiro de Maringá, que deixou suas marcas nas raízes da cidade.

Conhecido como o “jardineiro de Maringá” o agrônomo e ex-secretário de Agricultura de Maringá Aníbal Bianchini da Rocha foi o idealizador da arborização da Cidade Canção. Para cada avenida, ele  escolheu uma espécie diferente de árvore. Por causa disso, Maringá é uma das poucas cidades no país que fica florida o ano inteiro. O pioneiro morreu em 2007 por causa de um câncer. Em sua homenagem a prefeitura mudou o nome do Bosque das Grevíleas para “Bosque Aníbal Bianchini da Rocha”. Ele passou os últimos anos de vida realizando palestras sobre educação infantil.

Passados sete anos, a antiga casa do pioneiro abriga agora o centro educacional I-mesa. Uma escola dedicada inteiramente ao ensino infantil. A professor e diretora da escola, Maria Elizete Serra Alves, disse acreditar que se Aníbal Bianchini estivesse vivo, estaria orgulhoso em ver a antiga casa agora abrigando um centro educacional cheio de crianças.

A escola mantém a memória do pioneiro viva entre a nova geração

Carmem Lúcia da Rocha, filha do agrônomo, conta que o pai ficou pouco tempo naquela residência.  O objetivo era morar em uma casa em meio a um jardim, entretanto o que o arquiteto fez foi completamente diferente, uma moradia cheia de concreto e pouco espaço para as árvores.

A diretora do centro educacional, Maria Elizete Alves, quer manter a memória do pioneiro viva na mente da nova geração. Em meio de tantas risadas e correria de crianças, ela conta que toda a estrutura da casa foi restaurada. A madeira continua a mesma, pronta para aguentar a ávida missão de cuidar de dezenas de crianças que só param mesmo na esperada hora do recreio. Ela admite que a tarefa não é fácil, mas se sente feliz no local de trabalho. E em meio de várias crianças espera estar realizando uma tarefa na qual o agrônomo se orgulharia.

Discussão e comentários »

Um comentário | Deixe seu comentário

Maria Elizete disse:

Acredito que a UniCesumar já tem um jornalista, Gabriel Brunini!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.827 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Lindo, alto, magro e humilde. Né mãe?

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2015
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Mark Twain Cazuza George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.