Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Tecnologia | Edição #425 - 14/09/2015

A era do streaming vence a TV brasileira

Em tempo de redes sociais, a reprodução online conquista usuários e desbanca o “padrão de qualidade” televisivo

Ademir Freitas
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Uma recente pesquisa do instituto Nielsen constatou que a audiência da TV nos Estados Unidos caiu 10,6% entre pessoas de 18 e 34 anos. No Brasil, o Google mostrou que 24% dos homens e mulheres entre 14 e 55 anos passam metade do tempo assistindo a vídeos na internet. A era do streaming mal começou e está desbancando a audiência e a qualidade da TV aberta.

O serviço de reprodução online surgiu da necessidade de acompanhar uma tendência que se formou a partir de sites como Youtube e Vimeo. Hoje, o Brasil é um importante mercado para a Netflix, atrás somente do Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. Estima-se que a plataforma tenha 2,5 milhões de assinantes no país e faturamento na casa dos R$ 500 milhões somente este ano. Tal sucesso está incomodando a gigante Rede Globo, que recentemente criou a plataforma de streaming Globo TV+, mas que poucos conhecem. Como consequência, as comparações entre os cardápios oferecidos pelos serviços tornam-se frequentes.

O conteúdo digital disponibilizado oferece milhares de opções no catálogo, divididos entre séries, filmes e documentários para diversas faixas etárias. Logo, o usuário pode escolher o que quer, como quer e quando quer assistir. O mesmo não acontece com a TV aberta, em que os horários são preestabelecidos para serem exibidos. Além disso, o perfil do telespectador mudou ao longo dos anos: antes somente assistia aos conteúdos na televisão, agora ele não só assiste como também opina e classifica os filmes que viu no site. Dessa maneira, ele constrói um catálogo personalizado baseado em preferências pessoais e ainda recebe recomendações que podem agradá-lo.

O Brasil é um importante mercado para Netflix, atrás do Canadá e Estados Unidos

Já imaginou se você pudesse avaliar os programas que assiste na TV aberta? Parece que essa é uma das preocupações da emissora carioca, que se nega abertamente a não criar laços com a Netflix. Em contrapartida, insiste em manter um canal de streaming que é pouco assertivo no solo fértil das redes sociais.

Programas como Big Brother Brasil e Esquenta mantém o “padrão de qualidade” que a empresa pratica há muitos anos, porém o tempo é de mudanças e o telespectador está mais crítico e participativo. Encarar a era do streaming com criatividade, qualidade e visão de futuro são pontos importantes para a emissora não ser engolida pelo arsenal da internet.

A Netflix domina computadores, celulares e TV de brasileiros (Imagem: Reprodução/Pixabay)

A Netflix domina computadores, celulares e TV de brasileiros
(Imagem: Reprodução/Pixabay)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.155 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Quase jornalista, apaixonado por social media e música

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2015
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Chico Buarque Mario Quintana Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.