Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #423 - 31/08/2015

“Para Deus, não existe meio termo”

Liderados por João Miguel, 34, Calebes deixam as férias para se dedicar a projetos voluntários e evangelísticos

Bruna Gabriel
Bruna Gabriel

Comentários
 
João Miguel Fernandes Filho - líder da Missão Calebe

João Miguel Fernandes Filho – líder da Missão Calebe

Deixar as férias para dedicar-se a projetos sociais e levar a palavra de Deus pode parecer difícil para a maioria das pessoas. Mas, é justamente isso que um grupo de jovens e adolescentes de Londrina faz. Assim são conhecidos como Calebes, baseado no personagem da passagem bíblica de Josué, capítulo 14, dizendo para Deus que gostaria de fazer um pouco mais.

Pela primeira vez João Miguel Fernandes Filho, com 34 anos, lidera um grupo de aproximadamente 30 jovens e adolescentes, que dizem “adeus” a parte das férias e se dedicam 15 dias para ajudar o próximo. Saem do local onde vivem e vão para outra cidade. E este ano, foi a vez de Cambé (distante 10 km de Londrina e 90 km de Maringá) receber a visita.

IMG-20150823-WA0023Com o nome Missão Calebe, o projeto funciona no Brasil desde 2005, e todo inicio de ano, recebe jovens em varias regiões. Mas afinal, o que leva esses rapazes e moças a realizar trabalhos comunitários e evangelísticos? É isso que João Miguel explica. Em entrevista por e-mail para o Jornal Matéria Prima (JMP), ele falou sobre o programa voluntário que envolve jovens e adolescentes entre 15 e 28 anos.

O grupo exercita a criatividade e a iniciativa, bem como aprimora o caráter e a espiritualidade

O projeto Missão Calebe é um programa voluntário espalhado por todo o Brasil, em que jovens dedicam as férias para serviços sociais e à obra de Deus. Qual é a importância que esse trabalho traz para a comunidade e para os jovens envolvidos no projeto?
Os benefícios são mais visíveis na vida e no comportamento dos Jovens envolvidos, que deixam de ser egoístas e acomodados, exercitam a criatividade e a iniciativa, bem como aprimoram o caráter e a espiritualidade, trazendo à sociedade, em primeiro lugar, exemplo de conduta e bons princípios. Em segundo lugar, beneficiam a sociedade diretamente com trabalho social relevante, que trazem benefícios de diversas ordens, como limpeza de praças, auxílio a pessoas necessitadas, conforto e alento a pessoas com depressão, entre outras.

Calebes

Calebes

Como os jovens decidem deixar as férias para envolver-se na missão?
Existe incentivo das Igrejas Adventistas para esse trabalho, que fornece material humano (pastores e anciãos), material físico e abastece financeiramente o projeto, bem como o apoio dos pais. Além de incentivarem, muitas vezes vão junto, cozinham, cuidam, dão amparo e assistência necessária de estrutura e apoio físico e material humano, pois entendem os benefícios que este trabalho humanitário/comunitário pode trazer ao caráter e espiritualidade dos jovens envolvidos, e para a sociedade em geral.

Vocês permanecem por 15 dias em um salão da igreja ou uma casa. De onde vem o dinheiro para comprarem comida e se manterem nos dias de realização do projeto?
Vem diretamente da Igreja Adventista. No caso, a igreja responsável foi a Iasd Central de Londrina, que abasteceu sem restrições o projeto. Sem esse apoio, seria completamente inviável. O Clube de Desbravadores Pioneiros do Paraná também teve papel importante, fornecendo material de cozinha e demais para atividades, como a fanfarra, uma forma diferente de chamar a atenção dos populares no bairro onde ocorreu o projeto.

Quando realizam o projeto missionário, vão de casa em casa. Como as pessoas os recebem? Elas aceitam a mensagem?
Geralmente recebem bem os jovens e a mensagem, mas por muitas vezes, ante o preconceito ou fatores diversos, não aceitam a vista. Porém dificilmente os jovens são mal recebidos, principalmente quando se oferecem apenas para orar com a família em uma primeira abordagem.

Um dos trabalhos que vocês realizam é um projeto com crianças chamado Escola Cristã de Férias.  Como é desenvolvido, como as crianças ficam sabendo? e qual o objetivo de realizar?
As crianças participam da escola cristã de férias, com atividades recreativas e educativas, sendo muito bem recebida esta atividade. As crianças ficam sabendo, geralmente nas visitas, por panfletos ou por carros de som, se disponível. No nosso caso, o Clube de Desbravadores Pioneiros do Paraná desfilou pelas ruas do bairro com a fanfarra, e os moradores e crianças saíam automaticamente para “ver a banda passar”, aí os Calebes vinham distribuindo folhetos e convites para crianças e adultos.

Para você, como líder como é coordenar a missão?
Não é fácil. Temos que tomar decisões e administrar conflitos, posicionar sobre trabalhos, fornecer apoio logístico e, muitas vezes, estabelecer normas que não são muito bem recebidas, mas necessárias para o bom andamento do projeto. Também existe a necessidade de fundamentar suas decisões biblicamente e com prudência, pois os Calebes não levam somente o bem às pessoas, mas Deus e Seu nome, e o nome de Deus deve ser muito bem representado, apesar de nossas falhas. Entendo que, para Deus, não existe meio termo.

Qual é  a maior satisfação que a  Missão Calebe trouxe para o grupo?
Cada Calebe tira as suas próprias conclusões, cresce em algum aspecto. Porem, entendo que, para a maioria, é ver que seu trabalho na divulgação do evangelho traz paz e alegria à vida das pessoas que entram em contato com o evangelho, e isso traz maior comunhão com Deus, e isso traz, consequentemente, satisfação a prazer.

Como o projeto pode ter um alcance maior e levar mais jovens e adolescentes a trocarem as férias pela Missão Calebe?
Entendo ser necessária uma maior divulgação aos pais sobre os trabalhos realizados e os benefícios que isso traz ao seu lar e à educação cristã dos filhos, e uma interação maior entre os jovens Calebes com os Jovens que não foram Calebes. Para tanto, os Calebes propriamente ditos devem ter uma comunhão efetiva com Deus.

IMG-20150823-WA0020

   

 

 

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.041 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Posso ser forte, durona e molinha ao mesmo tempo

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

agosto 2015
S T Q Q S S D
« jun   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

galeria de fotos

Cazuza George Carlin Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.