Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Esporte | Edição #420 - 03/08/2015

Meninas sofrem com falta de estrutura no futebol

Com pouco dinheiro e muitas dificuldades, o futebol feminino tenta sobreviver em um mundo onde homens são prioridade

Larissa Bezerra
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Jogadoras do Seleto preparadas para o treino e o técnico (Foto: Larissa Bezerra)

Jogadoras do Seleto preparadas para o treino e o técnico (Foto: Larissa Bezerra)

A seleção brasileira de futebol feminino acaba de ser campeã dos Jogos Pan- Americanos de Toronto (Canadá). Ficou em terceiro lugar no Mundial de 1999, em segundo no de 2007 e foi medalha de prata nas Olímpiadas de Atenas (2004) e Pequim (2008). As meninas do futsal já foram cinco vezes campeãs do mundo. Vanessa foi eleita três vezes a melhor jogadora de futsal do mundo. Marta, cinco vezes a melhor do futebol. Quem não conhece muito bem o mundo do futebol e do futsal femininos, ao ver a lista de conquistas, pode pensar que tem sido fácil para as mulheres, mas não é bem assim.

Muito mais que preconceito e discriminação, as mulheres brasileiras que jogam futebol precisam encarar a falta de apoio e de dinheiro e, consequentemente, a falta de campos ou quadras em boas condições, uniformes e competições para disputar, além da falta de cobertura da mídia.  Um exemplo da discrepância no tratamento é o time feminino do São Paulo, com pouco mais de R$ 2 milhões para gastar em um ano, enquanto o time masculino tem uma folha salarial de R$ 7 milhões por mês, a sexta maior da Série A, segundo o site oficial do clube.

Se o orçamento for de R$ 30 mil, R$ 25 mil vai para o futsal masculino

A última vez que o São Paulo feminino disputou uma competição foi em 1997, ano em que ganhou o campeonato paulista de forma espetacular, goleando várias equipes.  Coincidência ou não, no mesmo ano, em Maringá, começava o time feminino do Seleto.  Hoje, as meninas da cidade conseguem disputar várias competições, inclusive fora de Maringá, mas os recursos ainda são mínimos.

Danúbia Isabela Lima dos Santos, 16 anos, começou jogando com meninos. Está no Seleto Maringá há três anos e pensa em ir muito mais longe. Para participar dos treinos ela diz que abre mão, às vezes, até do almoço. “As meninas de fora, precisam deixar muito mais, largam a família, o trabalho, tudo para poder jogar”, conta ela. O time recebia uma bolsa da prefeitura para conseguir praticar o esporte, mas Danúbia disse que o benefício foi cortado e elas nem sabem o motivo.

“Se o orçamento for de R$ 30 mil, R$ 25 mil vai para o futsal masculino. Ao escolher a quadra, a menor e pior fica para o feminino”, conta o treinador da equipe, Edson Lima, 52 anos. Mas ele ressalta que, mesmo assim, as meninas não fazem corpo mole, jogam por amor e se dedicam ao máximo.

Capacidade e vontade de vencer

Danúbia, Natália, Ana Carolina, Tainara, Diéssica, Amanda, Susana, Amanda, Pâmela, Liana, Adriana, Gabriela, Bruna e Laura. Elas seriam pessoas comuns, mas algo as une e as torna muito mais especiais: o amor pelo jogo. Essas são as jogadoras do Seleto Maringá. Sem nunca baixar a cabeça e cheias de talento, elas podem, assim como pensou René Simões, “virar a cabeça dos homens” e, dessa forma, derrubar qualquer tipo de preconceito. As meninas treinam todos os dias no colégio Gastão Vidigal. Edson Lima, o treinador, é um dos responsáveis pela perseverança delas no esporte, mesmo em meio às dificuldades.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.155 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Uma versão dostoievskiana que ainda não conseguiu ser nada.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

agosto 2015
S T Q Q S S D
« jun   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

galeria de fotos

Mario Quintana George Carlin Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.