Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #417 - 15/06/2015

Aplicativo motiva o trabalho de taxista

Waldomiro Dutra, 65, decidiu inovar adotando a tecnologia de celular como principal ferramenta para atender clientes

Ademir Freitas
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Quem usa táxi em Maringá assistiu a uma transformação no mercado com o lançamento de aplicativos para celulares que dispensam ligações e otimizam a maneira de se locomover pela cidade. Atualmente, a tecnologia permite que essas necessidades estejam a um clique do smartphone ou tablet, facilitando o dia a dia das pessoas. Waldomiro Dutra, 65, é taxista há 15 anos na Vila Operária, Zona 3, e nunca imaginou que um aplicativo pudesse aperfeiçoar o trabalho a fim de melhorar o atendimento aos clientes.

Definir a forma de pagamento, emitir recibo e proporcionar mais confiança à clientela ficou mais fácil. “Antes eu tinha que preencher o recibo à mão, o que me custava um pouco mais de tempo, não gosto de escrever”, assume. Entregar-se à tecnologia mobile foi um grande passo e, apesar do moderno smartphone nas mãos, ainda mostra sinais de que preserva os prazeres do passado: prefere dirigir ouvindo Moda de Viola e dispensa a selfie. Aliás, não gosta de ser fotografado em qualquer situação e recusou-se a registrar uma foto para esta reportagem.

O taxista não esconde a satisfação e entende que a mudança motivou o trabalho

Para a cliente e amiga do taxista Rafaela Rossi, 24, o app proporcionou segurança na hora de pedir uma corrida. “Tinha alguns números salvos no celular e não conseguia decidir para qual ligar primeiro. Com o aplicativo, me sinto mais segura, pois sei que vou ser atendida por profissionais de qualidade”, declara. Tal segurança foi frutífera nos negócios do Waldomiro, que antes atendia durante o dia e agora pode trabalhar à noite. “O aplicativo salva as informações principais do cliente, como nome, endereço e telefone”, explica ele.

O taxista não esconde a satisfação de usar a tecnologia em favor próprio e entende que a mudança motivou o trabalho. Além disso, o fato de as pessoas utilizarem o celular para resolverem problemas cotidianos facilitou a popularização desses aplicativos. “O brasileiro gasta cerca de 80 minutos por dia usando o smartphone, sendo que boa parte do tempo é conversando com outras pessoas”, diz o gerente de marketing da SEO MKT de Maringá, Rafael Bonilha, 32 anos.

O sucesso foi consequência da ação de inovar no trabalho de Waldomiro Dutra. Apesar de já ser considerado idoso, ele mostra que qualquer pessoa é capaz de utilizar a criatividade e recursos disponíveis a fim de oferecer o bem-estar aos clientes.

O celular e o táxi são ferramentas de trabalho de Waldomiro Dutra (foto: Ademir Freitas)

O celular e o táxi são ferramentas de trabalho de Waldomiro Dutra
(foto: Ademir Freitas)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

35.194 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Quase jornalista, apaixonado por social media e música

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

junho 2015
S T Q Q S S D
« mai   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

galeria de fotos

Cazuza Mario Quintana Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.