Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #409 - 09/12/2014

De galo a foca, aprendi a ser raposa

Cansei do briefing; entre pautas e reportagens, encontrei no jornalismo a inspiração que faz meu coração vibrar forte

Patrícia Marques
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Patrícia Marques (Foto: Lethícia Conegero)

Patrícia Marques (Foto: Lethícia Conegero)

Todo fim de ano é a mesma história, em algum momento no mês de dezembro nos pegamos refletindo sobre o ano que se finda, sobre o que fizemos durante esse ano e principalmente sobre o que deixamos de fazer. A cada análise, somos tomados por sentimentos diferentes, tais como alegria, tristeza, orgulho, arrependimento, realização, frustração, ódio, amor, presença e saudade, que encabeçam o top 10 dessa avalanche emocional, obrigando-nos a concluir algo sobre os últimos 365 dias, enquanto somos embalados por sons de sinos de Natal, iluminados por luzes que piscam freneticamente e sendo impactados a todo instante por desejos de um Feliz Ano Novo, espalhados por todos os cantos.

                E eu, euzinha, como todo mero mortal, não deixo o ritual de “fim de ano” “passar em branco” e também faço as minhas reflexões em meio a um turbilhão de informações, emoções e lembranças. Confesso que o faço mais pela praxe do que pela afeição, mas seguindo as ordens da convenção social e a inquietação que me move todos os dias, analiso cada fato marcante do ano, seja bom, ruim, ótimo ou péssimo e os classifico em uma ordem de organização muito minha. Nessa divisória mental particular, encaixam-se três “caixas” onde guardo as situações pelas quais passei, separadas pelo significado e importância de cada uma.

                A primeira das três caixas leva a seguinte descrição: Caixa do Mesmo Breve Valeu A Pena, onde guardo todas as experiências, momentos e pessoas, que de fato valeram a pena, independentemente do quanto duraram ou custaram (e o custar aqui não tem nada a ver com grana) e que, por mais efêmeros que tenham sido, trouxeram-me algo de bom e duradouro. A segunda é a Caixa do Não Valeu A Pena, Mas Foi Aprendizado. Nela, jogo fora tudo aquilo e aqueles por quem me empenhei sem retorno algum (e muitas vezes, com decepção de sobra). Nessa caixa encontram-se as desilusões, tentativas frustradas e pessoas medíocres, deixando do lado de fora apenas as lições de sabedoria que aprendi com cada uma delas e que servirão de alertas de perigo na caminhada da vida que segue.

                A última caixa, porém, não menos importante, é a Caixa do Valeu A Pena Demais e (se depender de mim) Vai Continuar Valendo. Dentro dela ficarão guardadas (para sempre, se Deus quiser) os momentos mais lindos, as oportunidades mais incríveis, as experiências mais desafiadoras, os medos superados, os objetivos alcançados e as pessoas mais iluminadas que eu já tive a oportunidade de encontrar, vivenciar e conhecer.  São fatos, circunstâncias e criaturas que fizeram toda a diferença durante o ano e como se já não bastasse, desviaram a rota do meu destino (sempre tão insólito), ajudaram a construir (a corrigir e moldar) um pouco de mim, do que eu me tornei nos últimos meses e se tornaram parte da minha história de vida (que continua sendo escrita dia a dia), que sem dúvida nenhuma, não teria tanta graça daqui pra frente se alguma dessas “bençãos” me faltasse no caminho.

O encontro da publicitária com o jornalismo, o encontro entre mim e a minha real vocação. O encontro entre o que eu sou e o que faz o meu coração vibrar forte

                Por fim, o que posso concluir é que, tecnicamente, poderia dizer que 2014 foi um ano comum, repleto de desafios, percalços e superações, mas também de muitas alegrias, conquistas e decepções (como todos os outros). Mas não foi bem assim. 2014 foi um ano normal, sim, mas muito especial também, repleto de “pequenos milagres”. Aposto que agora você deve estar confuso e se perguntando o que de fato fez este meu ano tão especial? E eu te respondo, caro leitor do JMP, que o que tornou 2014 tão importante foram os encontros e, posso lhe dizer que foram vários deles ao longo dos últimos 12 meses.

                Encontros com a família, com a espiritualidade e comigo mesma (esse, o mais frequente de todos). Encontros com os bons e velhos amigos, encontros de amigos novos e de novas parcerias profissionais, também. Não posso me esquecer ainda, do “encontro de almas” tão inesperado e que mudou todo o percurso deste ano e de uma vida, antes tão certos e minuciosamente planejados. E, por fim, o relevante encontro entre mim e a escrita (efetivado com a minha colaboração no Jornal Matéria Prima), promovido por meio de um outro encontro, inesperado e um tanto quanto improvável, até mesmo pra mim, mas que aconteceu (antes tarde do que nunca) com a missão de me fazer recomeçar.                 

                Eu estou falando do encontro entre o briefing e o lead, entre o brainstorm e a pauta, entre o galo e a foca, que aprendeu a ser raposa. O encontro da publicitária com o jornalismo, o encontro entre mim e a minha real vocação. O encontro entre o que eu sou e o que faz o meu coração vibrar forte.

Grata a todos pela leitura.

Enfim, 2014 acabou. Que venha 2015 e que seja abençoado, próspero e feliz!

Obrigada, de nada.

Discussão e comentários »

4 comentários | Deixe seu comentário

João disse:

Raposa de muito talento, inclusive. Adorei o texto e vou copiar a ideia das três “caixas”, gostei disso.

Ariele disse:

Linda e talentosa… Morro de amores!!! Vc sempre está na minha terceira caixinha!!!

Márcia Cioffi disse:

Parabéns Patricia!! Gostei, mto bom.. Fico feliz por ter conseguido dar mais um passo em sua vida profissional.. Desejo que tenha muito sucesso, vc merece.. Bjos..

Rodrigo Andreata disse:

Uau! Muito bom Paty, Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.155 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Publicitária por formação, escreve por vocação e canta por diversão. Ama música, livros e chocolate.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

dezembro 2014
S T Q Q S S D
« nov   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

galeria de fotos

Mario Quintana Cazuza George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.