Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #400 - 18/09/2014

No Ney Braga, da vida no campo ao empreendedorismo

Moradoras pioneiras do conjunto residencial deixaram a zona rural e mudaram de vida, tornando-se donas do próprio negócio

Daniela Parkuts
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Conceição começou com a “Quitanda JB”, no Ney Braga (Foto: Wesley Bischoff)

Conceição começou com a “Quitanda JB”, no Ney Braga (Foto: Wesley Bischoff)

Da tranquilidade no campo para a vida agitada na cidade. Foi assim que as  moradoras do conjunto residencial Ney  Braga, região oeste de Maringá, Conceição  Catabriga Brenzan, 59, e Zelinda Sipriano  Simião, 65, construíram histórias de vida parecidas. Ambas moravam no sítio e se mudaram para a cidade, tornando-se  empreendedoras.

Conceição, dona da  “Quitanda JB”, conta que se mudou para o conjunto residencial Ney Braga na década de 80, quando o bairro ainda não era estruturado. Antes, ela morava no sítio, na zona rural de Iporã (distante 212 Km de Maringá), onde sobrevivia das plantações de arroz e café. Decidiu se mudar para a cidade com o marido e o filho em busca de melhores condições de vida. “Naquela época os moradores rurais estavam se mudando para a cidade e, como tínhamos parentes em Maringá, eu e meu marido nos mudamos também”, diz.

De acordo com Conceição, assim que se mudaram, enfrentaram muita dificuldade, pois a família sobrevivia do salário do marido e das vendas da horta que ela mesma plantou no quintal de casa. “Fiz a horta e comecei a vender para os vizinhos e depois não parei mais.” Logo depois, ela conseguiu montar uma venda ao lado de casa e, com o tempo, o negócio foi crescendo. Começou a conquistar clientela e tirar o sustento da família apenas desse empreendimento.

Para se tornar um empreendedor é preciso disciplina, dedicação e muito planejamento

No artigo Migração rural–urbana, agricultura familiar e novas tecnologias, Eliseu Alves, funcionário da Embrapa de Brasília, argumenta que a troca dvida no campo para o caos da vida urbana oi um dos principais fatores para o aumento das taxas de urbanização, a evolução dos mercados urbanos e a industrialização.

Hoje Conceição Brenzan comenta que além da venda, aberta de domingo a domingo, tem outros três pontos comerciais no bairro já alugados e, mesmo com tanto trabalho, não abre mão de viajar e conhecer novos lugares. “Quando estou fora, meu filho cuida de tudo, sempre viajo para descansar.”

Já Zelinda Sipriano Simião, também moradora do bairro, não para um segundo. Aos 65 anos, é dona do salão de beleza “Labelle”. Mesmo sendo a patroa, sempre está com a mão na massa. Abre o comércio de segunda a sábado, para atender a fiel clientela. “Morava em um sítio em Maringá e depois que me casei, resolvi mudar para o bairro com meu marido, que construiu o salão ao lado de casa”, resume Zelinda.

A professora de empreendedorismo e empresária Veridiana Duarte, explica que para se tornar um empreendedor é preciso disciplina, dedicação e muito planejamento. Além disso, para tornar-se bem sucedido, “é necessário focar no negócio, traçar estratégias a curto, médio e longo prazo”, diz.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.839 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Amo o novo, música, boas histórias, e jornalismo.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.