Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #394 - 31/07/2014

Poeta de teclas e sons vive no Tuiuti

Guilherme Alves, 76 anos, utiliza máquina de datilografia para escrever poesias e compor músicas cheias de sentimentos

Maria Isabel Corrêa
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Arquivo Pessoal

O poeta e compositor ao lado da mulher, Dagmar Alves, 73 (Foto: Arquivo Pessoal)

Morador do Parque Residencial Tuiuti, região norte de Maringá, o aposentado Guilherme Alves, 76, tem um hobby que o levou a compor o CD Sr. Guilherme Alves e sua esposa Dagmar Alves.

O nome é inusitado, assim como a trajetória artística de Alves. O aposentado revela que as composições dele só se tornaram conhecidas após 50 anos de carreira. “Comecei a mandar letras para São Paulo e depois de um tempo veio a surpresa: Paula Fernandes vai gravar uma música que compus”, comemorou.

Alves contou que aos 12 anos cantava e escrevia poemas, mas que nunca estudou. Ele disse acreditar que apesar de não ter estudado, “quem quer aprender corre atrás”, independentemente da dificuldade. “Meu pai me ensinou as letras porque eu tinha muita vontade de aprender português. Meu sonho era escrever com palavras importantes, mas sei que é o estudo que faz isso. A pessoa que estudou consegue.”

Aparecida Martins Tavares, 45, moradora do bairro vizinho e amiga de Alves, o descreveu como uma pessoa “humilde, que escreve poemas com palavras singelas, mas que contam histórias da vida, trazendo muito sentimento para quem lê seus poemas”.

Guilherme Alves usa uma máquina de datilografia para registrar as composições

Além de transmitir emoções e sentimentos nas letras e poemas, o compositor tem um sentimento bem maior por uma “grande amiga”. Para escrever os textos, Guilherme Alves escapa do convencional e utiliza uma máquina de datilografia. Uma raridade encontrar alguém que ainda a use. Ele disse que utiliza a máquina porque não sabe e nunca aprendeu a usar um computador, mas revelou que pretende comprar um e aprender, por ser um equipamento “mais prático para transcrever ideias”, de forma mais rápida e simples. Alves comentou que está escrevendo uma autobiografia com os fatos mais marcantes, além de poemas, histórias, mensagens e músicas sertanejas.

De acordo com a diretora do Instituto da Música de Maringá, Márcia Couto, 52, a composição musical é avaliada primeiramente pela emoção que causa nos indivíduos. Porém, para ser aprovada, passa por quatro etapas: letra, harmonia/arranjo, autenticidade e interpretação. “A interpretação é a etapa mais importante, pois é a concretização da ideia musical, por isso, é muito importante a forma como a música é executada.” Márcia explicou ainda que qualquer pessoa pode compor, basta ser criativo, acreditar nas próprias ideias e ter paciência para se aprimorar.

Filho de Agricultor

Poema de Guilherme Alvez
Agricultor
Hoje é teu grande dia
Que a virgem Santa Maria
Mãe de Jesus Salvador
Te abençoe
Te proteja para sempre
Muito alegre sorridente
Meu grande herói lutador

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.065 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Conversadeira, ama ouvir histórias e contá-las. Identifica-se com o jornalismo e é apaixonada pela família.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

galeria de fotos

Mark Twain Cazuza Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.