Economia | Edição #391 - 19/06/2014

Todas as idades podem se qualificar profissionalmente

Secretaria de Estado da Educação do Paraná registrou aumento de 13,4% nas matrículas em relação a 2009

Raphaela Kimberly
Aluna de Jornalismo

Foto de Raphaela Kimberly

Mural de vagas de cursos oferecidos pelo NRE de Maringá (Foto: Raphaela Kimberly)

Há alguns anos, os cursos técnicos e profissionalizantes tinham apenas a função de ocupar um espaço na hora de formular um currículo, diferentemente do que acontece hoje. O mundo competitivo exige mudanças constantes, o que torna a concorrência profissional maior.

“Observamos que nas escolas estão matriculados alunos de diversas faixas etárias. O curso subsequente é mais procurado por jovens adultos.” É o que afirma Elizabete Neves, 47, professora, técnica pedagógica do Núcleo Regional de Educação (NRE). Segundo ela, eles estão no mercado de trabalho e sentem a necessidade de se capacitar ou, ate mesmo, recomeçar em uma nova profissão.

O aluno de um curso profissionalizante, hoje, precisa estar preparado para lidar com a realidade de uma sociedade desenvolvida tecnologicamente. Ou seja, as inovações devem fazer parte da formação pessoal dos trabalhadores. Em Maringá, segundo o NRE, este ano o número de matrículas dos cursos profissionalizantes subiu em relação a 2012. Com isso o número de turmas, que eram 18 nos cursos integrados, saltou para 48.

O Paraná tem 55 opções de cursos gratuitos e esses cursos são oferecidos nas escolas em mais de 180 cidades

Segundo Claudete Cristina Iwata, 49, sócia proprietária da Iwata & Iwata Imóveis, pós-graduada em Educação à Distância e Tecnologias da Educação, os cursos técnicos e profissionalizantes estão sendo muito valorizados pelos empresários, já que o mercado sente falta de mão de obra qualificada. “Muitas vagas continuam abertas, mesmo tendo tanta gente precisando de um emprego”, diz.

Alexandre Ota, 33, gerente de locação e estudante do curso de EAD de Gestão Imobiliária, afirma que é de suma importância como profissional procurar cursos para estar sempre atualizado de todas as formas. “Não somente na nossa área, mas também nas que nos rodeiam, pois o mercado de trabalho está sempre inovando. Quem não se recicla acaba ficando para trás e as boas oportunidades não esperam.”

A Secretaria Estadual de Educação  matriculou 77.553 alunos este ano, interessados em ser um diferencial no mercado de trabalho. O Paraná tem 55 opções de cursos gratuitos, oferecidos nas escolas em mais de 180 cidades.

SERVIÇO: Mais informações sobre cursos técnicos e profissionalizantes oferecidos pelo NRE pelo telefone (44) 3218-7132.


Artigo impresso de Jornal Matéria Prima:
http://www.jornalmateriaprima.com.br

Endereço para o artigo:
http://www.jornalmateriaprima.com.br/2014/06/todas-as-idades-podem-se-qualificar-profissionalmente/

© 2017 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.