Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Política | Edição #392 - 27/06/2014

Presságios da Copa, o lado nebuloso do evento

Ainda vai ser preciso discutir, em algum momento, se Mundial no Brasil compensou os altos investimentos

Jefferson Martins
Aluno de Jornalismo

Comentários
 
Os protestos contra a Copa do Mundo se espalharam pelo país (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Os protestos contra a Copa do Mundo se espalharam pelo país (Foto: Antônio Cruz/ABr)

O assunto das rodas de bares, nas praças, no comércio, em redes sociais no Brasil e no mundo é a Copa de 2014. E o tanto que esse mega evento esportivo custou também. Em entrevista a diversos portais da internet Alexandre Guimarães, consultor do Senado, concluiu com base em estudos feitos por institutos econômicos internacionais, que no Brasil o gasto será maior que a soma dos investimentos das últimas três Copas. Segundo ele, os mundiais de Japão e Coreia (2002), Alemanha (2006) e África do Sul (2010) consumiram, juntos, US$ 30 bilhões (US$ 16 bilhões, US$ 6 bilhões e US$ 8 bilhões, respectivamente). Já no Brasil, segundo o próprio governo, os gastos chegam a US$ 40 bilhões.

No que diz respeito ao turismo e comércio durante o evento, o que se falou logo no início da Copa era de que não havia expectativas positivas – o que só vai ser realmente confirmado após o evento. Apesar de muita preparação e dinheiro gasto, existem aspectos a desejar, como declarou, Fabrizio Quirino, gestor de comunicação e marketing da Associação Empresarial e Comercial do Brasil (Aceb), antes do evento. ”A preparação para a Copa está sendo feita pensando em atender de maneira devida essa demanda nacional e internacional. Porém, temos dois problemas a enfrentar: a falta de infraestrutura comercial e a concorrência, que será forte, o que deixa todos com o pé atrás.” Já estamos na metade do Mundial e, aparentemente, esses “fantasmas” não estão assustando ainda. 

Uma questão para se avaliar logo após a Copa: houve muitos reajustes em orçamentos das obras das arenas, da infraestrutura urbana e de transporte. A pergunta que se faz é: essas obras serão de valia para a sociedade? Como declarou Ronaldo Fenômeno, que integrou  o comitê organizador do evento no Brasil, ”não se faz Copa do Mundo com hospitais e sim com estádios. A decisão sobre investimentos existe, mas temos que ver o que é prioridade”. Porém,o mais importante são os hospitais ou os estádios? ”A ideia de que a Copa vai impulsionar a economia é um mito”, disse à BBC Brasil o jornalista britânico Simon Kuper, autor de Soccernomics, escrito em parceria com o economista britânico Stefan Szymanski.

Cabe à sociedade cobrar e insistir que toda essa infraestrutura seja concluída e reverta em benefícios para ela própria

“Os projetos que eram importantes para a sociedade e que efetivamente iriam impactar positivamente na economia depois da Copa não existem”, completou também à imprensa José Matias-Pereira, professor de administração pública da UnB. “Se principalmente os projetos de mobilidade tivessem saído do papel, o reflexo no crescimento do PIB seria muito maior.”

Otimista -  e não poderia ser diferente - a presidente da República, Dilma Rousseff, minimizou o problema: “Gostaria de dizer que essa, sem dúvida nenhuma, é a Copa das Copas, primeiro porque eu acredito que o mundo tem grande admiração, acompanha o futebol, o futebol é um esporte disseminado por todos os países do mundo”.  

O sucesso da Copa no Brasil é real, mas em algum momento vai ser preciso discutir se o Mundial aqui compensou os altos investimentos feitos para que o espetáculo tivesse o brilho que merece. Quanto ao que deixou de ser feito ou não ficou pronto a tempo para a Copa, cabe à sociedade cobrar e insistir que toda essa infraestrutura seja concluída e reverta em benefícios para ela própria. E que as lições do Mundial de 2014 sejam aprendidas por todos porque há outra realidade chegando ao país: as Olimpíadas de 2016.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

junho 2014
S T Q Q S S D
« mai   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Cazuza Mark Twain George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.