Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Tecnologia | Edição #390 - 06/06/2014

A influência tecnológica na geração “z”

O mundo moderno confronta os limites dos pais, mudando o estilo de vida e alterando o comportamento das crianças

Tuana Mignoso
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
(FOTO: Tuana Mignoso)

(FOTO: Tuana Mignoso)

Logo pela manhã, o celular toca, as notícias interessantes estão nos sites de jornais online, o caminho que irá ser traçado está no GPS do aparelho e abas e mais abas repletas de imagens, links, textos também estão ali. À noite a conversa com os amigos é pelo “WhatsApp” e se registra tudo pelo “Instagram”. Historicamente, o aparelho celular foi criado com finalidade profissional. Porém, com o crescimento desse mercado tecnológico e o avanço da indústria de marketing mais presente na sociedade geral, as crianças se tornaram um alvo em potencial para o investimento da tecnologia. Com o aumento do interesse das mesmas pelas novas tecnologias da informática, os pais e a sociedade entram em alerta para os perigos que a geração “z” enfrenta.

Na reportagem de Ana Cássia Maturano publicada no site do G1 em 2012, a justificativados pais para que as crianças tenham celular tão cedo é a proximidade e a assistência que o aparelho possibilita mesmo com a distância e a correria da atualidade. Contudo, ao mesmo tempo em que os pais abrem espaço para os filhos terem um celular, reclamam do vício e do tempo que as crianças passam entretidas com tantas funções e recursos. De acordo com o levantamento feito pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilio), em 2011 cerca de 115 milhões de pessoas com 10 anos ou mais tinham telefone móvel para uso pessoal. É fato que a tecnologia sempre andará ao lado das gerações, principalmente as mais novas. As crianças hoje crescem observando os pais e colegas em meio a aparelhos tecnológicos e partem para a “arte” da imitação. Entretanto, é preciso esclarecer, o limite é necessário.

As crianças não devem passar a maior parte do dia brincando no virtual enquanto o real é deixado em um mundo paralelo

Cris Rowan, terapeuta pediátrica e bióloga declarou em seu artigo “10 razões pelas quais os aparelhos móveis devem ser proibidos paracrianças menores de 12 anos”, publicado na revista eletrônica “Comportamento” este ano, que o uso excessivo dos aparelhos tecnológicos, principalmente do telefone celular, pode afetar o desenvolvimento sobretudo na capacidade de atenção do aprendizado, também pode causar insônia e até desencadear doenças mentais nas crianças. É imprescindível que os pais cumpram o papel que lhes cabe e limitem o uso dessas tecnologias. As crianças não devem passar a maior parte do dia brincando no virtual enquanto o real é deixado em um mundo paralelo.

Diante disso, é fato que o contato prolongado com os aparelhos pode causar danos, tanto no desenvolvimento mental como na vida em sociedade. A criança deve ter outros estímulos além do que ela já conhece. Com o acompanhamento necessário dos pais, é possível chegar à fase adulta sem a dependência do meio tecnológico.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

33.155 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Apaixonada por palavras, música e pessoas inteiras. Gosta de quem mete a cara, arrisca o verso, desafia a vida.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

junho 2014
S T Q Q S S D
« mai   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Mario Quintana Chico Buarque Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.