Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Política / Segurança | Edição #386 - 21/04/2014

“Minha casa minha vida”,de um sonho ao pesadelo

Programa habitacional recebeu mais de 15 mil denúncias durante cinco anos, envolvendo invasões fraudes e golpes

Daniela Parkuts
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Reprodução/TV Globo

Conjunto residencial invadido por milicianos no Rio de Janeiro (Imagem: Reprodução)

Desde 2009, quando o programa habitacional “Minha Casa Minha Vida” foi criado pelo governo federal com o objetivo de tornar moradias acessíveis para milhares de famílias brasileiras de baixa renda, inúmeras são as falhas existentes.

Apesar de mais de 1,5 milhão de casas entregues e várias propostas, garantindo segurança e moradia de qualidade, diversos são os fatores que acabam com esse objetivo. A começar pelas propagandas enganosas, das construtoras junto à Caixa Econômica Federal. Há também fraudes, envolvendo funcionários públicos no cadastramento do programa e conjuntos residenciais que estão sendo dominados por traficantes e milicianos, há alguns anos, em vários Estados do país.

É o que mostrou reportagem exibida pelo Fantástico (Globo) no último dia 6. Segundo a denúncia feita pela emissora, um conjunto residencial no Rio de Janeiro e casas em outros Estados estão sendo invadidos por milicianos e traficantes e, em seguida, anunciados para venda na internet.

Além desse fato recente, em outra reportagem, que foi ao ar pela Rádio CBN Foz, no último dia 12, o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, e ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo,e das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, apresentam o total de 15.720 denúncias sobre irregularidades no “Minha Casa Minha Vida” durante os cinco anos do programa.

Diante disso, é possível perceber que o sonho a ser realizado por milhares de famílias brasileiras, mostra que, na realidade, não passa de um pesadelo vivido por elas. Tornam-se vítimas de golpes e crimes organizados.

Em entrevista para o jornal Voz do Brasil, dia 14, a presidente Dilma Rousseff disse que vai combater qualquer tipo de crime, acionando para isso as polícias Federal e estaduais.

Somente após a grande repercussão que esses casos tiveram nos meios de comunicação, é que Dilma vem a público falar que vão ser tomadas providências. Coincidência ou não, em ano eleitoral.

Dilma Rousseff disse que vai combater qualquer tipo de crime no programa

De nada adianta, combater somente golpistas, mas não chegar aos criminosos de colarinho branco que se envolvem como parasitas no programa em troca de votos ou vantagens. As investigações terão de ser feitas também nesse meio, para acabar de vez com as falhas e fraudes no “Minha casa Minha vida”.

Milicianos que ameaçam e expulsam famílias das próprias casas e agentes públicos, envolvidos nessas fraudes, precisam ser investigados e presos.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.067 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Amo o novo, música, boas histórias, e jornalismo.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2014
S T Q Q S S D
« dez   mai »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

Chico Buarque Mario Quintana George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.